Dia a dia

Cirurgias são canceladas no Francisca Mendes por falta de infraestrutura, denunciam terceirizados

Funcionários terceirizados que prestam serviços pela Unisol Manaus ao Hospital Universitário Francisca Mendes, situado na avenida Camapuã, Zona Norte da cidade, denunciaram, nesta sexta-feira (7), que estão sem receber salários e os vales alimentação e transporte há dois meses. Eles também denunciam que cirurgias deixaram de ser realizadas no local porque não há almoço para os trabalhadores.

A Unisol dispõe ao Francisca Mendes médicos, enfermeiros, administradores, cirurgiões e recepcionistas. A empresa, que presta serviço para a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam), está sem pagar os funcionários há dois meses. Neste mesmo período, também não recebem os tickets para alimentação e vale transporte.

Revoltada, a técnica-administrativa Maria Adelaide, 38, que trabalha para empresa há dois anos e quatro meses, afirmou que os funcionários estão trabalhando sob ameaças dos donos da empresa. “Eles nos intimidam, dizem que seremos demitidos com justa causa caso façamos uma manifestação. Não dão nenhuma satisfação a nós e, se faltar trabalho, é descontado. Quando faltamos somos severamente advertidos. Precisamos receber, pois todos aqui possuem família”, protestou Maria.

Representando a classe que reivindica o pagamento dos atrasados, a denunciante informou que devido à falta de estrutura para trabalhos, todas as cirurgias dessa semana foram canceladas.

“As cirurgias foram canceladas porque não havia almoço para os médicos e enfermeiros no decorrer dos dias. Nós, do administrativos, trabalhamos com fome, pois não suspendemos nosso serviço. Cobramos a eles e dizem que o dinheiro não foi repassado. Funcionários que voltaram de férias estão sem receber até hoje. Queríamos uma resposta, queremos uma previsão”, revelou Adelaide.

A reportagem enviou a demanda para a Susam, por e-mail, às 15h27 desta sexta e, até a publicação desta matéria, nenhuma resposta foi dada sobre o caso.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir