Esportes

Circuito Master de Natação comprova favoritismo de ícones da natação amazonense

Além do número recorde de participantes, a experiência dos atletas garantiu uma competição de alto nível técnico e o intercâmbio com os mais novos - foto: divulgação

Além do número recorde de participantes, a experiência dos atletas garantiu uma competição de alto nível técnico e o intercâmbio com os mais novos – foto: divulgação

Movimentando as ‘braçadas’ mais experientes do esporte local, a 2ª Etapa do Circuito Master de Natação Paulo Caju reuniu neste sábado, dia 18, um total de 48 atletas na piscina da Aquática Amazonas, na Avenida Ephigenio Salles, e confirmou que o favoritos dos pódios nas décadas de 70, 80 e 90, continuam em alta.

Eduardo Picininni foi um dos que provou que o tempo apenas o fez colecionar mais histórias e, nem de longe, afastou sua habilidade em dar show nas piscinas. O atleta, que foi o primeiro nadador amazonense a participar de uma Olimpíada, a de Barcelona em 1992, conquistou o lugar mais alto do pódio pelo Circuito Máster, após deixar Herberth de Lima para trás, com o tempo de 01min14seg81, pelos 100 medley da categoria 40/44.

“Foi muito bom poder retornar a Manaus, participar de uma competição e ainda voltar a dividir a piscina com grandes amigos, que fizeram parte da minha história. Estou muito feliz”, disse Picininni, que fica em Manaus até o próximo domingo, dia 26.  Segundo ele, passado o momento de carregar a Tocha Olímpica e do treinamento para a competição Máster, agora será hora de curtir a família e aproveitar ainda mais as férias.

Outro também que já tem status de lenda no esporte local e mais uma vez se destacou foi Jefferson Mascarenhas. O nadador venceu os 50m Livre e 100m Medley, na categoria 50/54, e voltou para casa com duas medalhas de ouro, para somar à coleção de mais de mil medalhas, em quase 40 anos de carreira.

“Comecei na natação com 10 anos e desde lá nunca mais parei, algumas das minhas medalhas ficam penduradas no teto da casa por falta de espaço, outras nas gavetas e algumas na parede. Devo tudo à natação e fico muito feliz por este momento, que é mais que competir, mas também celebrar amizades”, comentou o primeiro nadador amazonense a conquistar um título nos Jogos Escolares Brasileiros (Jebs) – medalha de bronze – pelos 100 metros nado peito.

Para o organizador do evento, Pierre Gadelha, as expectativas para o evento foram superadas. Além do número recorde de participantes, a experiência dos atletas garantiu uma competição de alto nível técnico e o intercâmbio com os mais novos.

“A competição não poderia ter sido melhor e agradeço todos aqueles que participaram. Tivemos aqui o Eduardo Picininni, que não só participou da prova, mas durante a semana conversou bastante com os atletas mais novos, passando conhecimento e sabedoria, e outros nomes cooperaram para abrilhantar este evento. Esperamos que as outras etapas possam também surpreender”, comentou Gadelha.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir