Fonte: OpenWeather

    Meio Ambiente


    Iniciativas sustentáveis em ambientes escolares de Manaus

    Escolas da rede particular de ensino apostam na educação ambiental para formação de consciência de crianças e adolescentes pela preservação dos recursos naturais

    Alunos do Palas Atena em visita a sede do Greenpeace | Foto: Divulgação

    Como boas atitudes devem ser ensinadas desde cedo, as escolas de Manaus estão apostando em iniciativas sustentáveis para conscientizar os alunos e formar cidadãos mais conscientes.

    “Educação Ambiental é um bom caminho para engajar as crianças e adolescentes a serem mais responsáveis e críticos sobre o uso e a preservação dos recursos naturais”, destacou Elaine Saldanha, presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino Privado do Amazonas (Sinepe-AM).

    No Instituto Denizard Rivail, por exemplo, as crianças e adolescentes aprendem ao longo do ano a importância do descarte correto do lixo por meio da coleta seletiva, além de reutilizar materiais recicláveis, a partir de atividades como exposição de artes, jogos pedagógicos e até mesmo oficina de produção literária.

    Leia também: Virada Sustentável Manaus será lançada com atividades gratuitas

    “Na nossa festa junina toda a decoração foi com a utilização de produtos doados pelos alunos. Latas de leite sendo utilizados como centro de mesas, além de jornais e revistas como bandeirolas. Depois tudo será doado para ser utilizado na confraternização do Educandário Espírita Santo Agostinho”, comentou a gestora da instituição, Vera Lúcia Serqueira.

    Outra instituição que desenvolve Educação Ambiental com os alunos desde a educação infantil até o ensino médio é o Colégio Palas Atena. A coordenadora pedagógica Luisiane Belém conta que há dez anos a instituição desenvolve um projeto que busca levar aos alunos a importância do uso racional dos recursos naturais.

    “É um trabalho que deve ser constantemente realizado e não apenas para as datas comemorativas, com isso os alunos acabam adquirindo uma postura mais participativa tanto dentro quanto fora da escola. Sempre recebemos dos próprios pais e responsáveis um feedback bastante positivo da mentalidade ambiental que os filhos conquistaram”, disse a coordenadora do Palas Atena.

    Já no Colégio Martha Falcão, entre as iniciativas está a criação de um viveiro, para produção de mudas frutíferas da Amazônia para experimentos da horta vertical e caseira. “O espaço ajuda a aproximar as crianças da natureza, e ainda resgata espécies nativas, despertando a curiosidade dos pequenos sobre a diversidade da flora regional”, aponta a diretora Nelly Falcão.

    Outra iniciativa do Colégio Martha Falcão é o Clube do Futuro Cientista, em que os alunos participam, durante o ano letivo, atividades como visitas técnicas, pesquisas de campo, aulas de passeio, projetos de pesquisa, plantio de mudas, campanha de sementes frutíferas, exposições e experimentos da horta vertical e caseira. Com isso, a educação ambiental é discutida e disseminada pelos cientistas mirins.

    Com informações da assessoria*

    Leia mais: 

    A famosa 'Farinha do Uarini' agora é um produto tipo exportação

    Sem manejo de caça, macaco gariba pode ser extinto, aponta Instituto

    ADS reestrutura atendimento do Balcão de Agronegócios