Cultura

Chimbinha não se apresentará em próximos shows do Calypso

Depois do constrangimento do último show da banda, em Teresina, que marcou a tentativa de retorno aos palcos com Joelma, Chimbinha decidiu não participar das próximas apresentações do Calypso.

Em comunicado divulgado via assessoria de imprensa, ele diz que não irá aos shows marcados para os dias 9 e 10 de outubro em Santo Antônio do Descoberto e Niquelândia, em Goiás, e no dia 11, em Brasília. O guitarrista atribui a ausência ao medo de que se repitam “atos lamentáveis de violência ocorridos em Teresina”.

Os líderes do grupo são protagonistas do divórcio mais comentado dos últimos tempos. No Piauí, no domingo (4), quando voltaram a aparecer lado a lado no palco após uma disputa judicial, Joelma surgiu em uma versão abatida, cabisbaixa e imóvel.

Ignorado o tempo todo pela ex, Chimbinha foi vaiado e se tornou alvo de objetos jogados pela plateia. Irritado, o guitarrista acabou deixando o show após 20 minutos.

A vocalista justificou a postura dizendo que teve “medo” de estar perto do guitarrista. Já Chimbinha disse que foi embora da apresentação por respeito ao público. “Quando percebi que, se continuasse no palco, Joelma não acabaria o show por estar emocionalmente impactada, decidi sair.”

Os próximos shows estão confirmados, segundo a assessoria do Calypso, mesmo sem a presença do guitarrista. Ele será novamente substituído por Ian Marinho, ex-integrante da banda Forró Anjo Azul.

Novela

Chimbinha pediu afastamento do Calypso pela primeira vez no início de setembro, alegando que passaria por uma cirurgia nos olhos. Alvo de boatos de que teria traído a ex-mulher, com quem foi casado por 18 anos, o guitarrista havia sido chamado de “safado” em coro pela plateia de um show em Ceilândia, no Distrito Federal, dias antes.

Joelma conseguiu uma liminar que obrigava o ex-marido a permanecer a 100 metros de distância. A decisão foi derrubada pelos advogados do músico no último dia 18, mas apenas para compromissos profissionais.

Magoada com a suposta traição, Joelma passou a mandar indiretas durante os shows: ao cantar um de seus clássicos em uma apresentação em agosto, disse que “ser humano é que trai, a lua não trai” e afirmou ter sido “chifrada” ao rebater o pedido de um fã para que voltasse para o músico.

A novela se transformou em caso de polícia quando a vocalista da banda prestou uma queixa contra Chimbinha em Belém. Em depoimento, ela disse que se sentia ameaçada pelo ex.

Embora, ao anunciar a separação, em agosto, os dois tenham garantido que a parceria musical seguiria sem abalos, Joelma mudou de ideia: só fica no grupo até o fim do ano, depois partirá para carreira solo.

Em um comunicado divulgado à imprensa logo após o rompimento, Chimbinha negou a traição, chegou a pedir perdão pela ausência no casamento e tentou reatar, mas ela continua irredutível. O ex-casal já mora em casas separadas, em Belém.

 

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir