Eleições 2014

Chico Preto crítica Marina Silva por aversão à readequação da BR-319

 

Chico Preto discordou das declarações da presidenciável - foto: divulgação

Chico Preto discordou das declarações da presidenciável – foto: divulgação

Após cinco dias da passagem de Marina Silva (PSB) por Manaus, suas declarações  sobre a BR-319 continuam repercutindo negativamente. Hoje, na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), o candidato a governador do Estado, deputado Chico Preto (PMN),  fez críticas à candidata, que se mostrou desinteressada na revitalização da estrada – que liga o Amazonas e Roraima ao restante do país – ao dizer que a rodovia não “provou” ter viabilidade econômica.

“A BR-319, até hoje, não provou que possui viabilidade econômica, social ou ambiental. Qualquer projeto que não feche essa equação deve continuar em estudo, ou não será executado”, disse Marina durante comício em Manaus no último domingo (21).

Chico Preto discordou das declarações da presidenciável e disse que Marina desprezou um componente que no processo político e de relacionamento humano é fundamental, ou seja, a viabilidade social da BR-319.

“Milhares de amazonenses e roraimenses clamam pela BR-319. Somente esses dois estados estão isolados do restante do Brasil no modal terrestre, porque o Acre está ligado a Rondônia e Rondônia aos outros estados. Temos aeroportos, hidrovias, mas essa ligação terrestre nos falta”, disse.

“A BR-319 tem 41 anos. Ela foi inaugurada em 1973 e não recentemente. Ela tem o seu traçado definido e cumpriu durante décadas o papel de integração socioeconômica dos Estados de Roraima, Rondônia e Amazonas com o restante do Brasil”, completou.

“Sustentabilidade ambiental está aí não para dizer  que não pode ser feito (a revitalização da BR-319), mas como deve ser feito”, finalizou Chico.

Luana Dávila (EM TEMPO Online)

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir