Mundo

Chefe de recursos humanos dos EUA renuncia após vazamento de dados

A chefe do Escritório de Recursos Humanos do governo dos EUA (OPM, na sigla em inglês), Katherine Archuleta, renunciou ao cargo nesta sexta-feira (10), um dia após a revelação de que os dados confidenciais de cerca de 21,5 milhões de pessoas foram acessados por hackers que invadiram os sistemas do escritório no último ano.

Archuleta, que estava no cargo desde novembro de 2013, foi à Casa Branca para informar pessoalmente ao presidente Barack Obama sua decisão. Obama aceitou a renúncia, e o cargo será temporariamente ocupado pela vice-diretora Beth Cobert.

A chefe do OPM sofria pressões por sua saída desde junho.

Os dados vazados nas duas ocasiões incluíam números de seguridade social, materiais de entrevistas com pessoas que se inscreveram para checagem de antecedentes e cerca de 1,1 milhão de impressões digitais.

Segundo um funcionário da Casa Branca, que falou sob anonimato ao jornal ‘The New York Times’, Archuleta justificou a renúncia dizendo que o escritório precisava de uma nova liderança para “superar os atuais desafios”.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir