Esportes

Chama Olímpica chega a Manaus dia 19 de junho

Governador ressaltou o engajamento do Estado e a parceria com a prefeitura na condução dos preparativos e disse que o capricho no trabalho tem como objetivo superar o êxito da Copa 2014- foto: divulgação

Governador ressaltou o engajamento do Estado e a parceria com a prefeitura na condução dos preparativos e disse que o capricho no trabalho tem como objetivo superar o êxito da Copa 2014- foto: divulgação

O governador do Amazonas, José Melo, e o ministro do Esporte, George Hilton, abriram nessa terça-feira (2) a reunião de mobilização sobre o trajeto da tocha das Olimpíadas Rio 2016 no Estado. A chama com o fogo olímpico estará em Manaus, no dia 19 de junho, e terá uma rota especial no dia 20 nas cidades de Iranduba e Presidente Figueiredo. Uma das seis cidades a receber o campeonato de futebol das Olimpíadas, Manaus foi considerada como exemplo de preparação para os jogos, segundo o Ministério do Esporte.

O governador ressaltou o engajamento do Estado e a parceria com a Prefeitura de Manaus na condução dos preparativos e disse que o capricho no trabalho tem como objetivo superar o êxito alcançado durante a Copa do Mundo. O encontro para tratar do revezamento da Tocha Olímpica contou com a participação de prefeitos e representantes dos ministérios do Turismo, Cultura, Defesa, Justiça e da Secretaria de Governo da Presidência da República, além do Comitê Organizador dos Jogos Rio 2016.

Segundo o ministro George Hilton, Manaus é um case de sucesso das Olimpíadas no Brasil e tem servido como exemplo de empenho para receber os jogos. “Esse é um case importante para nós porque o país é muito grande e você tem, às vezes, divisões políticas que dificultam o bom desempenho. Mas aqui a gente percebe claramente uma unidade importante e a prova é que a Copa do Mundo transcorreu com sucesso e tenho a certeza que nas olimpíadas não será diferente. Manaus é um exemplo e acredito que isso é fruto de um trabalho bem organizado de uma gestão que objetiva oferecer sempre todas as condições. Isso coloca Manaus no radar do Ministério do Esporte para que outros eventos nacionais e internacionais aconteçam na cidade”, disse.

Entre os meses de abril e agosto de 2016, a Tocha Olímpica passará por cerca de 500 localidades brasileiras dos 26 Estados e do Distrito Federal, culminando na Abertura dos Jogos Olímpicos, no dia 5 de agosto, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. Em cerca de 300 dessas localidades, como é o caso de Manaus, ocorrerá o evento “Revezamento da Tocha Olímpica”, uma grande festividade para divulgar a melhor imagem do Brasil para o mundo, com toda a sua diversidade cultural, gastronômica e esportiva, patrimônios históricos e belezas naturais.

Programação

A Tocha Olímpica chegará em Manaus no dia 19 de junho e ficará até o dia 20. No primeiro dia, o ícone percorrerá cerca de 32 quilômetros e passará pelas principais ruas e pontos turísticos da cidade, como Arena da Amazônia, Teatro Amazonas e Ponte Rio Negro, finalizando com uma grande celebração na praia da Ponta Negra.

“Serão 174 condutores. Estaremos nos principais pontos turísticos da cidade, mas também nas zonas Leste e Norte. Isso é um desejo da Prefeitura de Manaus, de poder dividir com a população esse momento que é a celebração da tocha olímpica. Estamos preparando uma grande celebração”, frisou o titular da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos, Bernardo Monteiro de Paula.

O comitê olímpico deve divulgar os condutores selecionados agora em março. Segundo o coordenador estadual do Comitê Manaus 2016, Mário Aufiero, um percurso especial incluirá as cidades de Iranduba e Presidente Figueiredo. Serão realizadas operações especiais em que a chama será transportada, via fluvial e aérea, por comunidades indígenas e ribeirinhas.

“Estamos com mais dois municípios na rota especial. Sugerimos os municípios de Iranduba e Presidente Figueiredo dentro da nossa previsão de rota. Nessas duas rotas queremos mostrar a fauna e a flora amazônica e as comunidades tradicionais indígenas. São lugares muito importantes, e que estão dentro da região metropolitana. Gostaríamos de levar para mais lugares, mas não haverá tempo”, disse Aufiero, adiantando que haverá uma programação especial montada no Teatro Amazonas.

No Estado, cerca de 180 pessoas irão conduzir o símbolo dos Jogos Olímpicos e cada uma percorrerá 200 metros. A coordenação do Revezamento da Tocha está na fase de análise dos candidatos e da documentação e, em fevereiro, será feita a divulgação dos nomes.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir