Dia a dia

Cerca de 150 ativistas participam da Marcha da Maconha em Manaus

Ativistas empunhavam cartazes com dizeres alusivos a legalização da erva. - foto: Cecília Siqueira

Ativistas empunhavam cartazes com dizeres alusivos a legalização da erva. – foto: Cecília Siqueira

Cerca de 150 pessoas participaram na tarde deste sábado (30) da Marcha da Maconha. Os ativistas, que portavam cartazes com dizeres alusivos à legalização da erva, se concentraram no largo de São Sebastião e seguiram com o apoio de um trio elétrico para a avenida Eduardo Ribeiro, no Centro da capital amazonense.

Na concentração, os participantes tiveram uma oficina para a confecção de cartazes. Panfletos e revistas informativas também foram distribuídos a quem passava pelo local e para os manifestantes. O ato não contou com policiamento.

Segundo uma das organizadoras do evento, Cris Maciel, a intenção da manifestação é pedir ao poder público pela descriminalização e regulamentação da cannabis sativa.

“Vamos sair com o trio e ainda teremos a apresentação de bandas. O pessoal vai decidir o trajeto a ser percorrido. Esperamos um movimento bem pacífico”, disse Maciel.

O autônomo Magno Gonçalves Araújo, 29, contou que fazia parte do movimento de luta pela legalização da erva na cidade de Viçosa, em Minas Gerais, e esperava que o ato pudesse reunir mais pessoas.

“Esperava mais aderência, mas estou feliz por ver essas pessoas aqui interagindo e lutando por isso. Eu achei que o evento está bem organizado”, afirmou Araújo.

Já o aposentado Manuel Farias, 66, que passava pelo largo, acredita que os manifestantes poderiam atuar em outras causas. “Esses jovens poderiam fazer marcha contra outras coisas, como a corrupção que está tomando conta do Brasil e não pela descriminalização de uma droga, entretanto nós vivemos em um país livre e eles têm esse direito”, falou o aposentado.

Por equipe EM TEMPO Online

4 Comments

4 Comments

  1. Paulo

    31 de maio de 2015 at 16:18

    Isso é COISA DE COMUNISTA, libera a maconha, depois cocaina, depois o crack… degrada a familia, a ética, aí enche o país de chines e haitianos e toma o Brasil dos brasileiros, exatamente como fez o infame DITADOR MADURO, de quem LULA gosta tanto e é o seu mentor e aliado, sem contar as FARC…
    Pesquisem youtube: PNDH3, decreto 8243, Foro de SP… o futuro de nossos filhos e netos está ameaçado de MORTE!

  2. Jalianor

    31 de maio de 2015 at 03:22

    Olha só a cara desse bando de maconheiro.
    Gostaria de saber se eles são a favor que os filhos deles se tornem maconheiros igual a eles?

  3. Amazonense

    30 de maio de 2015 at 21:36

    Meus irmãos, vao criar vergonha na cara e lutarem por uma causa digna e justificavel. A droga so tem acabado com quem faz uso delas. Vao lutar pela melhoria de vida e da saude de usuarios e ex-usuarios de droga, isso é mais util e louvavel.

    • Paulo

      31 de maio de 2015 at 17:25

      Isso é COISA DE COMUNISTA, libera a maconha, depois cocaina, depois o crack… degrada a familia, a ética, aí enche o país de chines e haitianos e toma o Brasil dos brasileiros, exatamente como fez o infame DITADOR MADURO, de quem LULA gosta tanto e é o seu mentor e aliado, sem contar as FARC…
      Pesquisem youtube: PNDH3, decreto 8243, Foro de SP… o futuro de nossos filhos e netos está ameaçado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir