Dia a dia

Centros socioeducativos de Manaus passam por revista surpresa

Dois centros socioeducativos de Manaus passaram por vistoria na manhã desta quarta-feira (16). O trabalho ‘surpresa’ foi realizado pela Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amazonas (SSP-AM), com acompanhamento da Secretaria do Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc).

De 6h às 8h15 foram vistoriados, com o apoio das polícias Civil e Militar, o Centro Socioeducativo de Semiliberdade, localizado na avenida Constantino Nery, e o Centro Socioeducativo Dagmar Feitosa, no bairro Alvorada, na Zona Oeste de Manaus.

Segundo a titular da Sejusc, Graça Prola, a revistas foi motivada por um requerimento de uma promotora do Ministério Público do Estado (MPE) à vara de Infância e Juventude, alegando a possível entrada de substâncias entorpecentes, além de celulares e armas nas unidades.

Por conta disso, foram inspecionados armários e alojamentos dos internos, porém, felizmente, segundo Prola, nada foi encontrado nesse sentido em nenhum dos centos socioeducativos.

“No Dagmar Feitosa, por exemplo, temos 40 adolescentes, mas foi tudo tranquilo. Nada de anormal foi encontrado, o que mostra que o trabalho pedagógico se sobrepõe à questão da repressão ou da segurança”.

A secretária disse ainda que apenas algumas irritações junto aos meninos foram notadas. “Isso vai nos dar um pouco de trabalho para estabilizar a unidade de novo, pois a relação deles com a polícia é tensionada mesmo, mas entramos com o pedagógico para trazer a situação à normalidade”.
O titular da secretaria executiva adjunta de operações da SSP, Orlando Amaral, também comentou a ação, confirmando que foi tudo feito dentro da legalidade e que nada de anormal foi constatado. “Tivemos apenas um estresse com um menor alterado, mas tudo foi contornado e não houve nenhum incidente mais grave”.

Por equipe EM TEMPO Online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir