Esportes

Ceni fala que aposentadoria é “dolorosa” e que gostaria de rejuvenescer

O goleiro Rogério Ceni falou nesta segunda-feira (5) sobre o momento do São Paulo, a possível saída do técnico Juan Carlos Osorio e também sobre sua aposentadoria ao final de 2015.

Questionado se mais uma vez, agora aos 42 anos, iria adiar o adeus ao futebol, Ceni negou a possibilidade e mostrou tristeza. O goleiro diz que a aposentadoria é dolorosa e que gostaria de rejuvenescer para continuar atuando.

“Infelizmente, não. Eu gostaria de rejuvenescer. A gente gasta o tempo, não compra. Está chegando o momento final da minha trajetória. São mais de 25 anos defendendo a camisa do São Paulo, um dos maiores clubes do mundo. Não é fácil se manter por 19 anos como titular consecutivamente. Parar é muito doloroso”, disse o goleiro ao canal SporTV.

Ceni também falou sobre a iminente saída Osorio. O capitão do time elogiou mais uma vez o treinador e revelou desejo para que o colombiano continuasse no cargo.

“Gostaríamos que ele permanecesse, ficasse mais um pouco. A gente tem que agradecer pelos novos métodos de treinamento. Essa é a principal característica dele e a contribuição dele ao São Paulo e ao futebol brasileiro. Ele trouxe algo diferente”, falou.

O goleiro tem contrato com o São Paulo apenas até o fim desta temporada. Ele já havia anunciado a aposentadoria para depois da Libertadores, mas renovou o vínculo até o término de 2015.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir