Esportes

CBF mostra preocupação e jogo entre Brasil e Colômbia pode sair do Amazonas

Ação do Ministério Público do Estado do Amazonas pede que valores dos ingressos para partida entre Brasil x Colômbia sejam reduzidos em até 60% - foto: divulgação

Ação do Ministério Público do Estado do Amazonas pede que valores dos ingressos para partida entre Brasil x Colômbia sejam reduzidos em até 60% – foto: divulgação

Nesta segunda-feira (25), às 10h, no Fórum Enoch Reis, o Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) se reunirão em audiência de conciliação para definir o futuro do jogo entre Brasil x Colômbia, válido pela 8ª rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo 2018.

A disputa iniciou na semana passada, quando o órgão ministerial decidiu ingressar com uma ação para que a venda de ingressos para a partida fosse suspensa. De acordo com o MP, o valores cobrados estão muito acima dos praticados – em alguns casos até 250% a mais – em outras cidades pelas quais a seleção atuou nas Eliminatórias.

Assim que o Ministério Público anunciou a medida, surgiu um boato de que, caso a justiça julgasse o caso favoravél ao MP, a CBF remanejaria o jogo para Brasília (DF), o que não foi confirmado pela entidade quando procurada pela imprensa.

Ontem, no entanto, o diretor jurídico da CBF afirmou que cumprir a liminar do MP dificulta a permanência da partida para Manaus, já que, segundo ele, se adequar a decisão judicial é praticamente impossível, por conta do alto custo em viabilizar um evento dessa grandeza para a capital amazonense. Ao que tudo indica, a audiência de conciliação hoje, entre CBF e MP deve definir a realização ou não da partida na Arena da Amazônia Vivaldo Lima.

A venda de ingressos para o jogo das Eliminatórias está suspensa desde a última sexta-feira (22). Em coletiva concedida no mesmo dia, o promotor responsável da Ação Civil Pública, Otávio Gomes, admitiu a possibilidade da redução nos valores dos ingressos serem menor do que aquela pedida na liminar, que é de 60%.

Procurada pela reportagem do PÓDIO, a assessoria  da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) informou não saber da possibilidade do jogo entre Brasil x Colômbia ser transferido de Manaus para outra praça esportiva, já que não recebeu nenhuma notificação oficial da CBF.

Outras exigências

Além da redução no valor dos bilhetes, o MP exige que a numeração dos assentos sejam impressa nos ingressos,  limitação na taxa de conveniência cobrada em vendas online, e a devolução da diferença para aqueles que já adquiriram suas entradas para a partida.

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir