Economia

Cautela faz dólar ir na contramão do exterior e subir para perto de R$ 3,60

Segundo operadores, a vitória do governo Temer na aprovação, pelo Congresso, da nova meta fiscal é positiva, mas era esperada - foto: divulgação

A vitória do governo Temer na aprovação, pelo Congresso, da nova meta fiscal é positiva – foto: divulgação

Apesar da alta do petróleo e do bom humor no exterior, o dólar fechou com valorização sobre o real nesta quarta-feira (25), para próximo de R$ 3,60, no maior patamar em pouco mais de um mês e meio.

Segundo operadores, o baixo volume de negócios na véspera do feriado de Corpus Christi, aliado à cautela de investidores em relação ao cenário doméstico, propiciou um fluxo de saída de dólares do país.

O Ibovespa chegou a subir mais de 2% durante a sessão, mas perdeu fôlego na reta final e fechou com ganho de 0,28%. O giro financeiro foi baixo, de cerca de R$ 5,5 bilhões.

Segundo operadores, a vitória do governo Temer na aprovação, pelo Congresso, da nova meta fiscal é positiva, mas era esperada. Porém, persiste a incerteza de investidores em relação ao avanço das medidas econômicas apresentadas nesta terça-feira (24).

A cautela foi reforçada com a divulgação, pela Folha de S.Paulo, de áudio entre o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) e o ex-presidente da Transpetro Sergio Machado.

Na gravação, feita por Machado, Renan diz que apoia uma mudança na lei que trata da delação premiada de forma a impedir que um preso se torne delator -procedimento central utilizado pela Operação Lava Jato.

O próprio Machado fez um acordo de delação premiada, homologada pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki.

Machado também gravou conversa com o senador Romero Jucá (PMDB-RR), na qual o peemedebista fala sobre um pacto para deter a Lava Jato. A divulgação do áudio pela Folha de S.Paulo levou Jucá a deixar o cargo de ministro do Planejamento de Temer.

“A preocupação do dia acabou recaindo sobre o vazamento de áudio entre Renan Calheiros e Sergio Machado, mas Renan já se posicionou sobre isso e não existe a gravidade que continha o áudio de Romero Jucá”, avalia Alvaro Bandeira, economista-chefe da Modalmais.

 

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir