Sem categoria

Casas Lotéricas suspendem paralisação, mas protestos continuam

A licitação visa à regularização da concessão de 6.104 das 13.241 lotéricas em funcionamento no Brasil – foto: Diego Janatã

A licitação visa à regularização da concessão de 6.104 das 13.241 lotéricas em funcionamento no Brasil – foto: Diego Janatã

Uma audiência pública foi realizada na Câmara dos Deputados,  na manhã desta quinta-feira (3), para  rever a posição da Lei 12.869/2013, que trata do processo de leilão das casas lotéricas junto a Caixa Econômica Federal (Febralot). A reunião  fez com que a Federação Brasileira das Empresas Lotéricas suspendesse a greve  e as lotéricas abrissem as portas normalmente.

A Febralot  e os sindicatos estaduais orientaram os lotéricos que as demais manifestações estão livres. A categoria pretende colocar cartazes, faixas e bandeiras escuras e ainda trabalhar com roupa preta para simbolizar o luto.
Em Manaus, as lotéricas não fecharam as portas. É o caso da ‘Loteria Sorria’, localizada na rua Dez de Julho, Centro da capital. De acordo com a operadora de caixa Miriana Almeida, 26, os funcionários não receberam nenhum comunicado de que fechariam as portas. Ela afirmou ainda, que o atendimento ocorreria normalmente.

Caixa econômica

Em nota, a Caixa Econômica Federal anunciou que já realizou,no dia 20 de agosto, em Brasília, o sorteio do primeiro lote de unidades lotéricas a serem licitadas, em cumprimento ao acórdão nº 925/2013 do Tribunal de Contas da União. A empresa vai licitar 6.084 lotéricas em todo o país. As licitações para contratação dos permissionários ocorrerão em lotes utilizando sempre o método de sorteio.

A empresa afirmou ainda que a medida tem o objetivo de regularizar a concessão das casas lotéricas, unificando o regime jurídico das unidades que começaram a funcionar antes de 1999. Até então, a permissão para entrar no ramo era concedida por credenciamento na Caixa. Segundo a empresa, o processo permitirá melhorar o serviço prestado aos clientes por conta da padronização dos espaços. A situação das lotéricas deve ser resolvida até o fim de 2018. A idéia é fazer a transição sem interromper o atendimento, dada a importância das 6,1 mil lotéricas em questão.

Por Lindivan Vilaça

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir