Holofotes

Casamento ‘ostentação’ de Preta Gil provoca caos no trânsito e irrita moradores

Moradores de Santa Tereza, no Rio, ficaram revoltados na noite desta terça-feira (12), quando, por volta das 22h, começou a movimentação para o casamento  ‘ostentação’ de Preta Gil no local.

A festa aconteceu na mansão de Lilibeth Monteiro de Carvalho, ex-Collor, localizada no alto do morro carioca. A cerimônia, antes, foi na igreja Nossa Senhora do Carmo, no centro.

“Não sei por que fazer o casamento aqui. É muito perigoso. Vai ser difícil os convidados conseguirem táxi para voltar”, reclamou o taxista Henrique, no caminho de ida para a festa. Mas sua profecia não se realizou: o casório dispunha de organizadores a postos para conseguir táxis para os convidados em qualquer horário.

Na chegada à mansão, o trânsito de Santa Tereza, cujas ruas são estreitas, parou de vez. Convidados impacientes buzinavam uns para os outros, motocicletas andavam na contramão e nas calçadas, no desespero de escapar do engarrafamento, e passageiros desciam dos ônibus e seguiam a pé.

Irritada, a passageira de um ônibus trocou ofensas com convidados que chegavam à festa.

“Tá aí todo bonitinho, é porque tu não mora aqui. Vai fazer no Leblon essa m*”, se exaltou, recebendo em troca apenas muxoxos de uma turma de convidados.

O coro da moradora foi endossado por outros motoristas, que ficaram presos no engarrafamento “por engano”: eles estavam só tentando chegar em suas casas.

“Quando não é vagabundo dando tiro é casamento de Preta Gil, era só o que faltava”, reclamou um morador. “Porque ela não foi casar lá na Bahia?”

“Ou na Barra da Tijuca”, sugeriu outro.

O caos era tanto que alguns convidados abandonaram seus táxis e seguiram a pé para a mansão. No meio de um retorno improvisado, criado pela organização do evento, uma batida entre dois carros aconteceu. Ninguém se feriu.

Procurada no dia anterior ao casamento, a CET do Rio informou que não seria necessária “nenhuma intervenção extraordinária no local”.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir