Dia a dia

Casal entra na Santa Casa para queimar pneu e obter cobre revestido pela borracha; fumaça chama atenção

santa-casa-marcio-melo

O prédio está abandonado e serve como abrigo para infratores – foto: Márcio Melo

Uma fumaça negra saindo das instalações do prédio abandonado da Santa Casa de Misericórdia, Centro, chamou a atenção de quem passava pelo entorno do hospital centenário, na tarde desta terça-feira (18). “Nós achamos que era um princípio de incêndio, ficamos preocupados”, declarou o estudante Levi Faneco, 18, que estava com um grupo de amigos no largo São Sebastião. Segundo ele, o grupo avistou a fumaça por volta das 13h, na direção da antiga unidade de saúde.

Conforme informações do Corpo de Bombeiros, um bombeiro foi deslocado até ao local, onde constatou que um casal de namorados estava queimando pneu para obter o cobre recoberto pela borracha do objeto.

Trabalhando há 23 anos, nas proximidades da Santa Casa, uma senhora de 64 anos, que não quis ter o nome revelado, disse que essa não era a primeira vez que pessoas estranhas entram no prédio. Ela contou que já teve o carrinho de lanche arrombado várias vezes no local. “Toda hora eles levam tudo. Sobem nos postes, levam telhas e ninguém faz nada, está tudo abandonado. O IML (Instituto Médico Legal) já veio várias vezes tirar corpos que são achados aí dentro”, contou.

Vizinha do prédio centenário, Lizete Abdon, 70, disse que teve os quatro filhos na Santa Casa, e que o atendimento era ótimo na época. “É um patrimônio de Manaus e ninguém faz nada”, observou. O filho de Lizete, o comerciante Mário Abdon, 48, chamou a atenção para o fato de que o mal cheiro que exala do prédio abandonado, tem atraído moscas para a residências da área.

“Vemos pessoas carregando os materiais, como telhas e privadas e não sabemos para onde. Além disso, a sujeira e o fedor atraem moscas que vão para nossas casas.

Obrigações

O interventor judicial da Santa Casa, Tiago Queiroz, explicou que em agosto o governo retirou a segurança do local e que o Ministério Público Federal (MPF-AM) entrou com uma ação cautelar na Justiça, para obrigar o Estado e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) a viabilizar o serviço de segurança do antigo hospital.

“O objetivo da ação é conseguir que o prédio seja protegido por uma empresa de segurança, que as obras emergenciais sejam providenciadas. Estou trabalhado nos bastidores para que ação consiga êxito”, salientou. Segundo ele, o município tombou o prédio em 2004, e há um processo tramitando para que haja a reparação do lugar.

A coordenadora do Iphan, Camila Torres, explicou que objetivo do órgão é fiscalizar e tentar conter as irregularidades no local. Este ano foi feita uma fiscalização no hospital centenário, na qual foi constatado que a Santa Casa estava no ápice da destruição. Não foi possível fazer a apuração interna, segundo ela, por que os moradores de rua, que lá se instalaram, teriam expulsado a equipe do local.

Negociações não avançaram

Por meio de nota, a Prefeitura de Manaus, explicou que a Justiça determinou em julho deste ano que a mesma restaurasse o prédio da Santa Casa, realizando obras de conservação e reparação necessárias à reabilitação do patrimônio histórico, além de garantir a segurança do prédio providenciando vigilância e a colocação de tapumes em seu entorno. gundo a nota, a Polícia Militar, por meio da 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), realiza o patrulhamento de rotina em viaturas de quatro rodas, motocicletas e policiamento a pé (POG).

O documento também informou que, em 2014, o governo do Amazonas iniciou as tratativas para desapropriar o imóvel e transformá-lo em um hospital de referência no atendimento de crianças com câncer. Apesar do empenho do Estado, as negociações não avançaram, pois a administração da Santa Casa não chegou a um consenso sobre o valor real das dívidas da instituição, a maioria relacionadas à causas trabalhistas.

Manoela Moura
Portal EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir