Cultura

‘Casa de Chico’ inaugura nesta quarta no centro de Manaus

Grupo de rock (e outros estilos), The Stone Ramos se consagra pela música satírica e do figurino extravagante

Grupo de rock (e outros estilos), The Stone Ramos se consagra pela música satírica e do figurino extravagante – foto: divulgação

O Centro de Manaus ganha nesta quarta feira um novo espaço cultural alternativo. É a “Casa de Chico”, localizada na avenida Joaquim Nabuco, 346, que abrirá as portas com um show da irreverente The Stone Ramos, a partir das 20h. O acesso custará R$ 5.

Criada por artistas da Soufflé de Bodó Company, a Casa de Chico é um espaço pensado para reunir o público manauense em diferentes propostas e ambientes cheios de estilo. É o lugar certo para encontrar os amigos para um cafezinho ou para tomar um drinque e jogar conversa fora no fim do dia. A ideia é se sentir em casa e estar em contato com diversas formas de arte.

Com repertório que vai do brega ao rock pop e romântico, a The Stone Ramos é uma das bandas mais irreverentes da atual cena musical manauara. O grupo é formado por Frederico Ramos (crooner),Sergismundo Ramos (guitarras solo), Waldemar Ramos (tocador de órgão), Genival Ramos (baterista) e Miranda Ramos (baixo).

Em 2013, a banda foi classificada entre grupos de todo o país para tocar no Festival Amazonas de Rock, que reuniu, entre outros, Os Mutantes e Madame Sataan. Ainda em 2013 foi finalistas do Rock On Top, concurso nacional com mais de 10 mil bandas inscritas. Um dos diferenciais do grupo é a caracterização, o que aproxima as apresentações da banda a uma performance quase teatral.

Além do show da The Stone Ramos, a programação especial de inauguração contará com a noite do “Tracacá”, na quinta-feira, a partir das 19h, em que o prato principal será a famosa iguaria amazônica. Na sexta, o público vai poder soltar a voz no karaokê, também a partir das 19h.

Funcionamento

No horário da manhã a Casa de Chico não vai parar. De segunda a sábado, o lugar abrirá sempre das 6h30 às 11h para um o café regional com tudo que tem direito: x-caboquinho, tapioca, bolos, pães, sucos e cafés especiais. De quarta a sábado, a partir das 18h, a casa também estará aberta para o happy hour.

Para os próximos meses, está sendo preparada uma agenda de atividades artísticas, cursos, encontros, happenings, exposições, lançamentos e exibições audiovisuais. O objetivo é agregar ainda mais o público interessado em conhecer e curtir o que os artistas da cidade
estão produzindo.

O espaço também será o novo endereço da “Festinha”, balada alternativa que foi sucesso em sua primeira edição, no mês de janeiro, quando rolou uma homenagem
a David Bowie.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir