Sem categoria

Carro pega fogo em plena rua no São Jorge e é destruído; vazamento de combustível pode ter causado o incêndio

O vazamento de combustível pode ter causado o incêndio no veículo que ficou totalmente destruído - foto: Josemar Antunes

O vazamento de combustível pode ter causado o incêndio no veículo que ficou totalmente destruído – foto: Josemar Antunes

Um veículo pegou fogo na manhã dessa quinta-feira (31) na rua 1º de Maio, em frente à feira coberta, no bairro São Jorge, Zona Oeste de Manaus. Um vazamento de combustível pode ter sido as causas do incêndio. Ninguém ficou ferido.

O operador de máquinas Addam Christian Monteiro, 21, dirigia o veículo Citron/C3, cor azul, placa JXI-9337, na companhia do amigo Kayki Albino, 20. Ele disse à equipe de reportagem do EM TEMPO Online que o carro começou a falhar na altura do viaduto que cruza a Constantino Nery em direção á avenida Brasil, e que ao chegar próximo de sua casa o motor do veículo explodiu.

“Estava exalando um cheiro forte de gasolina. Tentei chegar a minha casa, quando o veículo falhou novamente, e em seguida, explodiu, iniciando as chamas. Eu e meu amigo pulamos do carro para salvar as nossas vidas”, disse Addam.

O Corpo de Bombeiros foi acionado por moradores, mas o trânsito intenso dificultou a chegada da corporação - foto: Josemar Antunes

O Corpo de Bombeiros foi acionado por moradores, mas o trânsito intenso dificultou a chegada da corporação – foto: Josemar Antunes

O pedreiro Edilson Rodrigo do Nascimento, 55, informou que o Corpo de Bombeiros foi acionado, mas a equipe demorou a chegar ao local.

“Caso não tivesse a demora para atender a ocorrência, o veículo não teria tido perda total”, declarou Edilson.

O tenente Veranildo de Souza Costa, responsável pela ocorrência, disse que a equipe foi acionada com o tempo de resposta dentro dos padrões da corporação.

“A área não disponibiliza de uma base dos bombeiros. A ocorrência foi atendida por uma equipe do bairro Flores. O trânsito complicado dificulta os trabalhos”, argumentou o tenente Veranildo.

Ainda de acordo com o tenente, o veículo, comprado há três meses, não possuía extintor de incêndio e o proprietário abandonou o carro em chamas. “O dono do veículo nos informou que não tinha realizado a manutenção. Este problema poderia ser evitado com a prevenção”, comentou o tenente.

O carro ficou totalmente destruído. Aproximadamente 3 mil litros de água foram usados para extinção e rescaldo.

Por Josemar Antunes

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir