Eleições 2016

Carro de som de candidato a vereador de Manaus é notificado pelo TRE-AM

A fiscalização visa a coibir, por meio de orientações, irregularidades nas propagandas políticas - foto: Márcio Melo

A fiscalização visa a coibir, por meio de orientações, irregularidades nas propagandas políticas – foto: Márcio Melo

Um carro de som que estava sendo utilizado para fazer propaganda política para um candidato a vereador do PDT (Partido Democrático Trabalhista) foi notificado pela Comissão de Fiscalização de Propaganda Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral (TER -AM), durante mais uma blitz eleitoral neste sábado (3). A fiscalização visa a coibir, por meio de orientações, irregularidades nas propagandas políticas. O carro de som estava parado na entrada da barreira que dá acesso a rodovias.

De acordo com a com a juíza da comissão, Careen Aguiar Fernandes, o partido foi notificado por estar parado na rua. Ela explica que em se tratando de propaganda política o veículo deve se manter circulando. “A irregularidade encontrada foi que os manifestantes dos cabos eleitorais estavam atrapalhando o trafego. Esse foi o motivo pelo qual nós paramos primeiramente. Depois nos deparamos com um carro de som funcionado parado, que também é uma irregularidade”, disse.

A juíza Lídia Frota, que também faz parte da comissão, disse que o trabalho é preventivo e ocorre todos os dias. Mas nos finais de semana a equipe contem mais fiscais e conta com o apoio de outros órgãos como a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMMAS), Policia Militar e Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito de Manaus (Manaustrans).

“O objetivo é coibido a realização de propaganda irregular em bens públicos, permissionários, concessionários e bens particulares que a coletividade tem acesso. Se encontrarmos nesses locais, serão considerados irregulares e iremos fixar o adesivo “Propaganda Irregular”, o administrador terá prazo de 48 horas para regularizar. Caso contrário receberá multa nos valores de R$ 2 mil a R$ 8 mil”, explicou.

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir