Dia a dia

Carregador é perseguido e esfaqueado no Cacau Pirêra

O fato ocorreu por volta das 22h da última segunda-feira, na rua 5, comunidade Cacau Pirêra - foto: Diego Janatã

O fato ocorreu por volta das 22h da última segunda-feira, na rua 5, comunidade Cacau Pirêra – foto: Diego Janatã

O carregador Wegerson Guimarães da Silva, 20, foi perseguido e esfaqueado por um homem identificado como “Marcinho”, que após o crime ainda deixou a faca cravada no pescoço da vítima. O fato ocorreu por volta das 22h da última segunda-feira, na rua 5, comunidade Cacau Pirêra, município de Iranduba ( a 27 quilômetros da capital).

O carregador foi levado ao pronto-socorro João Lúcio, onde está internado em estado grave. Familiares da vítima afirmaram que “Marcinho” vinha perseguido Wegerson há dois anos, e há um mês tentou matá-lo a tiros em frente a um posto de gasolina.

A irmã de Wegerson, a doméstica Natiele Guimarães, 23, relatou que o irmão estava voltando do trabalho quando foi surpreendido pelo suspeito que chegou andando e, após chamar o carregador, ele desferiu a faca. Após o crime, “Marcinho” fugiu correndo e se escondeu em um matagal. “Eu não sei porque ele queria matar meu irmão, mas essa perseguição vem há dois anos, porque ele sempre corria armado para atirar no Wegerson”, ressaltou.

De acordo com a doméstica, há um mês, Wegerson estava em frente a um posto de gasolina junto com uma amiga, quando “Marcinho” chegou em uma motocicleta com mais um comparsa e começou a atirar na direção da vítima. “Nenhum dos tiros atingiu o meu irmão porque ele conseguiu correr a se esconder dentro de um banheiro”, comentou.

O caso foi registrado na 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), onde testemunhas serão intimadas para depor. Até o momento desta postagem, o suspeito não foi identificado.

Por Ana Sena

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir