Dia a dia

Carpinteiro morre em hospital após ser atingido com tiro na nuca, em assalto a coletivo na Zona Oeste

Waldemiro foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado para o HPS João Lúcio - foto: arquivo AET

Waldemiro foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado para o HPS João Lúcio – foto: arquivo AET

O carpinteiro Waldemiro Justino da Silva, 33, morreu no Hospital e Pronto Socorro João Lucio, na Zona Leste, após reagir a um assalto dentro do coletivo 678 e ser atingido com um tiro na nuca. O fato ocorreu por volta das 20h, desta segunda-feira (18), na avenida Coronel Teixeira, nas proximidades do supermercado DB, na Zona Oeste de Manaus.

De acordo com informações do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), três homens entraram no coletivo e anunciaram o assalto. Durante a ação dos criminosos, a vítima tentou imobilizar um dos suspeitos, ao lado do motorista, mas o assaltante que estava na parte de trás do ônibus andou na direção do carpinteiro e efetuou o disparo que o atingiu na nuca.

Waldemiro foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado para o HPS João Lúcio, mas não restituiu aos ferimentos e morreu por volta das 23h de ontem.

Os suspeitos fugiram sem serem identificados. O crime será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Por Mara Magalhães

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir