Cultura

Caprichoso lança campanha para reabrir escola de artes do bumbá em Parintins

escola-de-artes-caprichoso-divulg

Um dos projetos dos atuais gestores do bumbá é a reabertura da escolinha de artes aos parintinenses – foto: divulgação

Ex-alunos do projeto social da Fundação Boi-Bumbá Caprichoso abraçaram a campanha ‘Quero Minha Escola de Volta’ e se unem pela reabertura da Escola de Arte ‘Irmão Miguel de Pascalle’. O projeto social está paralisado por falta de patrocinadores e, desde quando assumiu a diretoria executiva do bumbá, o presidente Babá Tupinambá, junto com o vice Jender Lobato, priorizam o funcionamento da unidade para oferecer oficinas de arte-educação aos cidadãos de Parintins.

Artista em ascensão no Boi Caprichoso e na Escola de Samba ‘Mocidade Alegre’ no carnaval paulistano, Fábson Rodriguez fez questão de manifestar apoio diretamente de São Paulo à campanha. “Eu, artista do Boi Caprichoso e ex-aluno da Escola de Arte, venho pedir encarecidamente o apoio de todos vocês na doação de apenas cinco reais para a reabertura deste patrimônio que é a continuidade, o presente e o futuro do nosso festival”, falou.

Com trabalhos em destaque no Festival de Parintins e no carnaval de São Paulo, Fábson estudou por 10 anos na Escola de Arte. “Eu aprendi bastante e o suficiente para me levar onde estou hoje e sempre almejei estar. Vocês não têm a noção de como é tão importante esta pequena doação. Ali dentro se tem sonhos e comigo não foi diferente. Tenho orgulho de ter estudado ali, de ter me aperfeiçoado ali e de ter conhecido pessoas fundamentais para o meu crescimento. Hoje é a minha hora de contribuir com aquilo que me fez crescer”, afirmou o artista.

Outro talento lapidado no projeto social da Fundação Boi-Bumbá Caprichoso é de Ericky Nakanome, coordenador do curso de Artes Visuais do Instituto de Ciências Sociais, Educação e Zootecnia (Icsez), da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Compositor, mestrando em artes visuais pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia (UFBA), membro do Grupo de Pesquisa Retina da Universidade Paris 8 na França, Nakanome é também coordenador do Conselho de Arte do Caprichoso e pediu apoio dos torcedores azulados para a campanha.

A ‘Quero minha escola de volta’ já foi aderida pelos artistas David Assayag, levantador de toadas oficial do Caprichoso e Edmundo Oran, o amo do boi.

Contribuição

Para contribuir com a campanha, qualquer pessoa pode doar valores a partir de R$ 5, com depósito identificado nas contas do Banco Bradesco, Fundação Boi-Bumbá Caprichoso, Agência – 3703-6, Conta – 0013447-3 ou Caixa Econômica Federal, Agência 715, Operação 003, Conta 00001552-2.

Um dos principais compromissos de Babá Tupinambá e Jender Lobato é lutar para reabrir a escola, com funcionamento nos três turnos, no início do ano letivo 2017.

Quem coordenará as atividades no projeto social é a professora Iracema Hatta.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir