Cultura

Cantor Márcio Cigano planeja gravar CD com músicas autorais

Presenças garantidas em baladas nas casas noturnas locais, artistas do gênero sertanejo como Márcio Cigano, Eduardo Dornellas e Jyou Guerra não se contentam apenas com os palcos. Os cantores também investem em gravações para registrar suas vozes em composições próprias e de outros artistas, e ainda tentar emplacar seu trabalho em outras regiões do país.

Com dois anos de carreira, Márcio Cigano divide o seu tempo entre a agenda semanal de shows e gravações em estúdio. Os CDs lançados até o momento – Volumes 1, 2 e 3, além de um ao vivo no All Night Pub com Kadu Almeida e “Márcio Cigano 2016”, que acaba de ser lançado – são formados essencialmente por interpretações para hits de duplas como Bruno & Marrone, Jorge & Mateus e do cantor Gusttavo Lima, entre outros nomes nacionais.

“No último eu incluí tanto músicas de outros cantores quanto autorais, como ‘Moda sertaneja’, ‘Seu amor acabou’ e ‘Pão com ovo’. Esta última está muito bem aceita nas baladas”, conta Márcio.

O desejo de gravar um álbum com repertório exclusivamente autoral existe e está nos planos de Márcio Cigano, que gostaria de lança-lo até o fim deste ano. “Ainda não investi num CD com minhas canções pela questão de produção mesmo. Aqui em Manaus é mais difícil por falta de mão de obra especializada. E como quero divulgar esse futuro disco nacionalmente, não adianta fazer um trabalho ‘meia boca’”, explica o cantor.

Márcio também lembra que os custos para gravar um CD são altos. “A produção de apenas uma faixa pode custar em média R$ 8 mil. Fora do Estado a produção tem um custo muito alto. E cada produtor pode cobrar um preço diferente”, observa. Ele lembra ainda que o sucesso pode surgir de várias maneiras. “Às vezes você grava algo simples que cai na boca do público, você é reconhecido e as gravadoras passam a prestar atenção”.

Fã de Chrystian & Ralf, Bruno & Marrone e Zezé Di Camargo & Luciano, Márcio Cigano não se limita a apenas um estilo dentro do gênero sertanejo e, em suas apresentações ao vivo, mistura moda, arrocha e sertanejo universitário, por exemplo. “O artista tem que acompanhar o que o público curte”.

Além de casas noturnas de Manaus, Márcio Cigano já teve oportunidade de se apresentar pelo interior do Estado (Tefé, Manicoré), em outras cidades do Norte (Boa Vista, em Roraima) e até em Trancoso, na Bahia. Atualmente, é artista fixo no bar Lappa (rua Rio Mar, 98, Vieiralves), onde se apresenta hoje às 22h. Também nesta sexta-feira, o cantor estará no Rancho Sertanejo (avenida Professor Nilton Lins, Flores, em frente ao Aeroclube), à 1h, e, no domingo (26), é atração às 16, no Sumaúma Park Shopping (avenida Noel Nutels, Cidade Nova).

Por Luiz Otávio Martins

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir