Política

Cancelada sessão do Congresso Nacional

Renan Calheiros, disse que a intenção é fazer um esforço concentrado na próxima semana para votar os temas - Pedro França/Agência Senado

Renan Calheiros, disse que a intenção é fazer um esforço concentrado para votar os temas – Pedro França/Agência Senado

Diante da baixa de parlamentares, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), decidiu cancelar a sessão do Congresso Nacional marcada para a noite desta terça-feira (13). A sessão seria destinada a votar vetos presidenciais e a continuação da análise do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2017.

Entre os vetos, está o que proibiu a ampliação para 100% a possibilidade de participação de capital estrangeiro nas empresas aéreas brasileiras. A medida foi vetada pelo então presidente interino Michel Temer, após a aprovação da medida provisória (MP) sancionada como Lei 13.319/2016.

A MP original, editada pela ex-presidenta Dilma Rousseff, previa aumento de 20% para 49% no limite máximo de capital estrangeiro, com direito a voto, nas empresas aéreas. A possibilidade de abertura total do setor foi inserida durante votação da matéria na Câmara dos Deputados.

A sessão havia sido marcada por Renan durante a tarde desta terça-feira, com o argumento de aproveitar a presença dos deputados que compareceram na sessão de ontem (12) que cassou o mandato do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Mas na hora em que foi lida a convocação, líderes partidários protestaram contra a realização de sessão sem acordo prévio. O argumento é que os parlamentares voltariam para suas bases para atuar nas eleições municipais de outubro.

Com o cancelamento, Renan informou que tem intenção de fazer um esforço concentrado na próxima semana e nova sessão do Congresso para a próxima segunda-feira (19) às 19h e na terça-feira (20) às 11h.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir