Esportes

Campeonato Amazonense 2016 será disputado em agosto, por conta das Olimpíadas

Arena da Amazônia será entregue à Fifa para os Jogos Olímpicos – foto: Alberto César Araújo

Arena da Amazônia será entregue à Fifa para os Jogos Olímpicos – foto: Alberto César Araújo

O Campeonato Amazonense de 2016 será disputado no segundo semestre do próximo ano, com início previsto para agosto. A mudança foi decidida por 13 dos 15 clubes que participarão do certame em reunião no dia último dia 2 deste mês. A alteração é para evitar a concorrência com as Olimpíadas, que terão ao menos seis jogos do torneio de futebol disputados em solo baré.

O presidente da Associação dos Clubes do Amazonas (Acpea), Cláudio Nobre, disse que a mudança também vale para os estaduais das categorias de base (Infantil, Juvenil e Juniores). “A maioria dos estádios em Manaus, como a Arena da Amazônia, Colina e Carlos Zamith, estarão indisponíveis a partir de abril para a preparação do torneio de futebol dos Jogos Olímpicos Rio 2016, conforme a administradora das praças esportivas, a Fundação Vila Olímpica”, informou Nobre.

A presidente do Manaus Futebol Clube, Patrícia Serudo, disse que será preciso se adaptar e reformular o planejamento para a competição. “Nosso papel é fazer um campeonato atrativo. O fato das Olímpiadas, além de abrilhantar Manaus, vai nos dar mais tempo de preparação dos atletas.”, comentou.

Mário Cortez, presidente do Nacional, atual bicampeão amazonense, disse que ainda sentou para planejar a temporada com esta alterção. “Ainda não tive tempo de me preocupar com assunto”, resumiu

Já Mário Ivan, presidente do Nacional Borbense acredita em uma disputa positiva, pois terá todo o primeiro semestre de preparação. “Vamos disputar em pleno verão, isso sem dúvida nos ajuda muito. Até mesmo na logística dos jogos em Borba, temos mais tempo de correr atrás de patrocinadores. Não vejo nenhuma complicação por conta desse adiamento”, afirmou.

Mais participantes

O Amazonense de 2016 vai contar com a participação de 15 equipes, cinco a mais do que este ano, segundo a Acpea.

Ainda de acordo com Cláudio Nobre, a decisão de ter 15 equipes no Estadual foi tomada em reunião com 12 representantes de clubes. Votaram a favor São Raimundo, Tarumã, Operário, Nacional, CDC Manicoré, Rio Negro e Sul América. Fast, Manaus FC, Nacional Borbense, Iranduba e Penarol se manifestaram contra.

Holanda, Princesa e Cliper não participaram da reunião. “A determinação foi tomada em uma votação polêmica, com sete votos a favor e cinco contra. Portanto, o campeonato do ano que vem vai ter 15 times. Essa decisão foi registrada em ata e vai ser repassado para a federação. O Aly Almeida, diretor-presidente da Fundação Vila Olímpica (FVO) foi quem nos passou essa informação”, explicou Nobre.

Por Lindivan Vilaça

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir