Política

Campanha de Cunha em 2014 recebeu R$ 500 mil do banco de André Esteves

O partido de Cunha foi o que mais se beneficiou de valores vindos das empresas do banco de investimentos- foto: arquivo/Agência Brasil

O partido de Cunha foi o que mais se beneficiou de valores vindos das empresas do banco de investimentos- foto: arquivo/Agência Brasil

A campanha de 2014 do deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, recebeu doação de R$ 500 mil do banco de André Esteves, que foi preso na última fase da Operação Lava Jato.

O banco BTG Pactual aparece como doador originário de verba repassada em agosto do ano passado pelo diretório estadual do PMDB do Rio. O partido de Cunha foi o que mais se beneficiou de valores vindos das empresas do banco de investimentos, que é um dos principais doadores eleitorais no país. Nas eleições de 2014, foram quase R$ 50 milhões.

Além do repasse oficial à campanha de 2014, a PGR (Procuradoria-Geral da República) suspeita que o BTG pagou R$ 45 milhões a Cunha para ver interesse atendido em uma emenda provisória.

A transação foi citada em nota encontrada por policiais federais durante ação da Lava Jato: “Em troca de uma emenda à medida provisória nº 608, o BTG Pactual, proprietário da massa falida do banco Bamerindus, o qual estava interessado em utilizar os créditos fiscais de tal massa, pagou ao deputado federal Eduardo Cunha a quantia de 45 milhões de reais”.

O texto foi encontrado por policiais federais na casa de Diogo Ferreira, chefe de gabinete do senador Delcídio do Amaral (PT-MS). Ferreira, Delcídio e Esteves foram presos na quarta-feira passada (25). O banqueiro teve a sua prisão mantida neste domingo pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki.

Já Cunha é alvo de denúncia por corrupção passiva e lavagem de dinheiro pela Procuradoria e é investigado por evasão de divisas.

Também em 2014, o BTG doou R$ 600 mil à campanha de Delcídio do Amaral.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir