Dia a dia

Campanha combate abuso e exploração sexual de crianças e adolescente no carnaval

No local foram exibidos vídeos educativos sobre o tema e distribuídos materiais informativos – Divulgação

Com o tema ‘Brinque o Carnaval sem Brincar com os Direitos da Criança e do adolescente’, a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) lançou nesta quinta-feira (16), a Campanha Estadual de Enfrentamento ao Abuso e a Exploração sexual de crianças e adolescentes. O evento ocorreu na quadra do Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos do Alvorada, localizado na rua Bernardo, bairro Alvorada, Zona Oeste.

A ação teve o apoio do Juizado da Infância e Juventude, Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), Secretaria de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc), Rede Um Grito Pela Vida e outros órgãos de defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, além das escolas de samba Unidos do Alvorada, Aparecida e Reino Unido que fizeram apresentações especiais com as alas mirins. No local foram exibidos vídeos educativos sobre o tema e distribuídos materiais informativos.

O secretário em exercício da Sejusc, Nildo Mello, falou da importância de inibir a prática do crime, denunciando as suspeitas de abuso e exploração aos órgãos competentes, como delegacias, conselhos tutelares ou pelo disque 100. “Todos os canais são totalmente gratuitos. Pelo disque 100, o denunciante não precisa se identificar e, com certeza, vai ajudar a salvar a vida da vítima e punir legalmente o criminoso, que, infelizmente, na maioria dos casos, é um membro da própria família ou muito próximo, como um amigo ou vizinho. Por isso é necessário ficar atento”, enfatiza Mello.

Aumento de casos

A titular da Depca, Juliana Tuma, explicou que qualquer pessoa pode denunciar, inclusive as próprias crianças e adolescentes. Ela informou também que em 2016 houve um aumento de quase 10% em comparação com 2015, nos registros de casos de abuso e exploração sexual, sendo que o estupro tem o maior índice. “Não adianta ficar calado, é necessário buscar ajuda. O Governo do Amazonas está preparado para atender as vítimas e a nossa equipe pronta para investigar os casos e punir os criminosos”.

Interior

Os municípios do interior também estão envolvidos na campanha com o apoio dos gestores municipais que, na segunda-feira (20), vão participar, juntamente com a sociedade civil organizada e Governo do Estado, de uma videoconferência sobre o tema. A base será no Centro de Mídias da Seduc das 17h às 18h30 e nas cidades, nas salas de aula multimídias, também, da Seduc.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir