Sem categoria

Câmara mantém suspense sobre suplente de Fabrício

Apesar da vacância do cargo, a CMM ainda não sabe qual suplente assumirá a vaga deixada por Fabrício.- foto: divulgação

Apesar da vacância do cargo, a CMM ainda não sabe qual suplente assumirá a vaga deixada por Fabrício.- foto: divulgação

O vereador licenciado Fabrício Lima (SDD) toma posse da secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) na manhã desta terça-feira (23), em solenidade na sede do governo, às 11h, no bairro da Compensa, Zona Oeste, com a presença de diversas autoridades como o governador José Melo (Pros). Apesar da vacância do cargo, a Câmara Municipal de Manaus (CMM) ainda não sabe qual suplente assumirá a vaga deixada por Fabrício.

O presidente da casa, vereador Wilker Barreto (PHS), disse que consultará a Diretoria Legislativa para obter parecer sobre o nome da vez. Ele informou que tem até o dia 2 de abril – prazo estipulado pela legislação eleitoral para vereadores que estão afastados retornarem à CMM e garantirem a disputa à reeleição – para definir qual suplente vai assumir a vaga aberta.

Pela regra, a cadeira deveria ser do ex-vereador Alberto Carijó (PTB), o primeiro suplente da coligação que elegeu Fabrício Lima. Ele, que atualmente está à frente da Secretaria Municipal Extraordinária (Semex), ainda não manifestou interesse na vaga legislativa. A indefinição é sobre os próximos suplentes. Barreto indicou que pretende ganhar tempo para preencher a nova cadeira.

“A Diretoria Legislativa, se tiver certeza e convicção da suplência, comunica o presidente. Caso paire dúvida, eu consulto o TRE (Tribunal Regional Eleitoral). Nós temos 30 dias para fazer isso”, disse o presidente da CMM. “Nós temos dois momentos: daqui para o dia 2 de março e daí para o dia 2 de abril, que é o tempo que todos os vereadores mandatários voltam para a casa deixando as suas respectivas pastas”, acrescentou Wilker.

O entendimento do presidente da Câmara é saber se os vereadores que são secretários irão retornar ao Legislativo. Caso contrário, abrirão mais vagas aos suplentes. Na CMM, suplentes e vereadores eleitos se revezaram na “dança das cadeiras” desde o início da legislatura, em 2013.

No ano passado, os vereadores licenciados Gilmar Nascimento (PDT) e Sildomar Abtibol (Pros) deixaram o Legislativo para assumirem, respectivamente, as secretarias municipais de Administração (Semad) e de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel), assumindo nestas duas vagas o segundo e terceiro suplente desta coligação, Joelson Silva (PHS) e Jaildo dos Rodoviários (PRP).

Na sequência da suplência desta coligação aparecem o atual secretário municipal de Saúde (Semsa), Homero de Miranda Leão, o ex-vereador Wilton Lira (PDT) e a ex-vereadora Mirtes Sales (PR).

“O Homero de Miranda Leão não deve deixar a pasta. Quanto aos outros (Wilton Lira e Mirtes Sales) vamos consultar a Diretoria Legislativa. A questão é de quem é a vaga? A legislação eleitoral diz que quem quiser concorrer às eleições tem que deixar as funções (administrativas) até o dia 2 de abril faltando seis meses para a eleição que é o prazo final para os licenciados voltarem às casas legislativas, tanto na Assembleia Legislativa quanto na Câmara Municipal. Temos 30 dias e eu preciso ter muita tranquilidade nesse período. Eu não tenho pressa de chamar suplentes. Vou atender o rito que o Regimento Interno me resguardar. Tudo é possível. Quem tiver direito vai assumir a vaga de vereador”, enfatizou o presidente da Câmara.

Por Augusto Costa

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir