Sem categoria

Câmara mantém suspense sobre suplente de Fabrício

Apesar da vacância do cargo, a CMM ainda não sabe qual suplente assumirá a vaga deixada por Fabrício.- foto: divulgação

Apesar da vacância do cargo, a CMM ainda não sabe qual suplente assumirá a vaga deixada por Fabrício.- foto: divulgação

O vereador licenciado Fabrício Lima (SDD) toma posse da secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) na manhã desta terça-feira (23), em solenidade na sede do governo, às 11h, no bairro da Compensa, Zona Oeste, com a presença de diversas autoridades como o governador José Melo (Pros). Apesar da vacância do cargo, a Câmara Municipal de Manaus (CMM) ainda não sabe qual suplente assumirá a vaga deixada por Fabrício.

O presidente da casa, vereador Wilker Barreto (PHS), disse que consultará a Diretoria Legislativa para obter parecer sobre o nome da vez. Ele informou que tem até o dia 2 de abril – prazo estipulado pela legislação eleitoral para vereadores que estão afastados retornarem à CMM e garantirem a disputa à reeleição – para definir qual suplente vai assumir a vaga aberta.

Pela regra, a cadeira deveria ser do ex-vereador Alberto Carijó (PTB), o primeiro suplente da coligação que elegeu Fabrício Lima. Ele, que atualmente está à frente da Secretaria Municipal Extraordinária (Semex), ainda não manifestou interesse na vaga legislativa. A indefinição é sobre os próximos suplentes. Barreto indicou que pretende ganhar tempo para preencher a nova cadeira.

“A Diretoria Legislativa, se tiver certeza e convicção da suplência, comunica o presidente. Caso paire dúvida, eu consulto o TRE (Tribunal Regional Eleitoral). Nós temos 30 dias para fazer isso”, disse o presidente da CMM. “Nós temos dois momentos: daqui para o dia 2 de março e daí para o dia 2 de abril, que é o tempo que todos os vereadores mandatários voltam para a casa deixando as suas respectivas pastas”, acrescentou Wilker.

O entendimento do presidente da Câmara é saber se os vereadores que são secretários irão retornar ao Legislativo. Caso contrário, abrirão mais vagas aos suplentes. Na CMM, suplentes e vereadores eleitos se revezaram na “dança das cadeiras” desde o início da legislatura, em 2013.

No ano passado, os vereadores licenciados Gilmar Nascimento (PDT) e Sildomar Abtibol (Pros) deixaram o Legislativo para assumirem, respectivamente, as secretarias municipais de Administração (Semad) e de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel), assumindo nestas duas vagas o segundo e terceiro suplente desta coligação, Joelson Silva (PHS) e Jaildo dos Rodoviários (PRP).

Na sequência da suplência desta coligação aparecem o atual secretário municipal de Saúde (Semsa), Homero de Miranda Leão, o ex-vereador Wilton Lira (PDT) e a ex-vereadora Mirtes Sales (PR).

“O Homero de Miranda Leão não deve deixar a pasta. Quanto aos outros (Wilton Lira e Mirtes Sales) vamos consultar a Diretoria Legislativa. A questão é de quem é a vaga? A legislação eleitoral diz que quem quiser concorrer às eleições tem que deixar as funções (administrativas) até o dia 2 de abril faltando seis meses para a eleição que é o prazo final para os licenciados voltarem às casas legislativas, tanto na Assembleia Legislativa quanto na Câmara Municipal. Temos 30 dias e eu preciso ter muita tranquilidade nesse período. Eu não tenho pressa de chamar suplentes. Vou atender o rito que o Regimento Interno me resguardar. Tudo é possível. Quem tiver direito vai assumir a vaga de vereador”, enfatizou o presidente da Câmara.

Por Augusto Costa

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir