Economia

Caixa libera R$ 3,8 bilhões no 1º dia de saques de contas inativas do FGTS

A expectativa do governo é que os trabalhadores injetem mais de R$ 30 bilhões na economia – Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

No primeiro dia de saques das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), sexta-feira (10), 1, 4 milhões de trabalhadores sacaram R$ 1,8 bilhões, informou a Caixa, seja em agências, caixas eletrônicos ou lotéricas. Outros R$ 2 bilhões foram depositados automaticamente nas contas de quem é cliente do banco.

Desde sexta-feira (10), 4,8 milhões de trabalhadores nascidos em janeiro e fevereiro podem ter acesso ao saldo de suas contas inativas no FGTS. Mesmo com algumas agências abrindo às 8h, grandes filas se formaram ao longo do dia. Segundo a Caixa, foram realizados na sexta-feira 518 mil atendimentos presenciais.

Apesar de alguns relatos de lentidão nos sistemas, o vice-presidente de Tecnologia da Caixa, José Antônio Eirado, afirmou neste sábado (11) que os problemas foram pontuais, sendo rapidamente corrigidos. “Devido à carga, uma ou outra agência teve tempo de resposta um pouco ruim, mas tivemos gente de plantão o dia todo para arrumar esses problemas, para que pudéssemos abrir hoje sem eles”, disse.

Desde sexta (10), 4,8 milhões de trabalhadores podem ter acesso ao saldo Agência Brasil

Neste sábado, a Caixa abriu 1.841 agências em todo o Brasil, das 9h às 15h, para atender somente questões relacionadas às contas inativas do FGTS. Na segunda e terça, as agências abrirão a partir das 9h.

Para ser atendido, não é necessário ter nascido em janeiro e fevereiro. Embora somente as pessoas nascidas nesses meses possam realizar o saque, a Caixa recomenda que as pessoas com aniversário nos demais meses do ano aproveitem o plantão de sábado para se antecipar eventuais problemas de cadastro e/ou verificar inconsistências nos dados, por exemplo.

 

De acordo com o calendário divulgado pelo governo, a partir de 10 de abril, será liberado o dinheiro dos nascidos em março, abril e maio. Em 12 de maio, é a vez de quem nasceu em junho, julho e agosto. Os aniversariantes de setembro, outubro e novembro poderão sacar os valores a que têm direito a partir de 16 de junho. Por fim, a partir de julho será liberado o dinheiro dos nascidos em dezembro.

No total, há 49,6 milhões de contas inativas aptas a ter os valores liberados. A expectativa do governo é que, ao resgatar o dinheiro parado, os trabalhadores injetem mais de R$ 30 bilhões na economia.

 

Felipe Pontes

Agência Brasil

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir