Política

Cadastramento biométrico reinicia nesta terça-feira

A cidade de Manaus realizou, em 2016, sua primeira eleição totalmente com voto digital. Cadastro para quem perdeu prazo recomeça nesta terça-feira – foto: Márcio Melo

Das 1.860 vagas de agendamentos disponibilizadas ao público pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) desde o dia 2 de janeiro, apenas 47 ainda estão disponíveis para realização de procedimentos eleitorais, hoje.

Ao fazer o agendamento, o eleitor pode realizar vários serviços como a primeira via do título de eleitor, transferência de domicílio eleitoral, nova coleta biométrica e revisão dos dados cadastrais. Os eleitores que já garantiram seus atendimentos receberão uma mensagem SMS avisando um dia antes sobre o comparecimento à sede do tribunal. O serviço marca o retorno de atividade do TRE.

A cada ano, uma das 13 Zona Eleitorais de Manaus ficam responsáveis pelo atendimento ao público em Manaus. Em 2017, esses agendamentos ficarão sob o comando da 37ª Zona Eleitoral.

“Das 1.860 vagas disponibilizadas para atendimento do público, 1.817 já foram ocupadas, o que mostra que houve uma intensa demanda e que devemos nos preparar para aumentar os postos de atendimento para atender a população”, disse o secretário de Tecnologia e Informação do TRE, Rodrigo Camelo.

“O atendimento à população começa amanhã (hoje) e precisamos analisar se é possível aumentar ainda mais o número de vagas de atendimento. A cada término de semana faremos, ainda, uma avaliação para analisar o rendimento”, acrescentou.

Segundo Rodrigo, a intenção é fazer com que os agendamentos aconteçam sempre às segundas-feiras. O serviço estava paralisado devido ao recesso, mas havia recomeçado no mês de novembro, após as eleições de 2016. O diretor-geral do TRE, Messias Andrade, informou que, a princípio, 15 guichês estarão disponíveis para atendimento do público, mas se houver necessidade o quantitativo de máquinas, poderá aumentar de cinco a 15 guichês.

No Estado do Amazonas, além de Manaus, mais dez municípios da região metropolitana já realizaram a biometria e o TRE reinicia hoje o cadastro biométrico em mais 42 cidades, em que o procedimento iniciou no dia 7 de novembro. Já em outros 11 municípios, a previsão é que o agendamento comece até o mês de março. Nessa lista estão cidades mais distantes como Boca do Acre, Santa Izabel do Rio Negro, Pauini, Ipixuna, Guajará, Envira, Itamati, Juruá, Amaturá e Tonantis.

O diretor-geral do TRE adianta que a meta é totalizar a biometria no Estado do Amazonas em janeiro de 2018. “Em Manaus, vamos usar a segunda-feira como dia padrão de agendamentos. Mas, caso haja queda de link ou sistema lento, poderemos mudar para terça ou quarta-feira. Nos municípios, os servidores do tribunal estão trabalhando de forma ordinária, mas, posteriormente, equipes atuarão pontualmente nas cidades”, comentou.

Eleitores do interior que trabalham com manuseio de frutas cítricas ou com produtos com alta composição química apresentaram dificuldade de concluir o cadastro biométrico. Messias disse que é conhecedor desses fatos e que os acontecimentos não somam nem 5% de problemas com biometria.

“Nós vamos fazer a melhor coleta de digital que pudermos e caso não seja possível fazer a identificação, o sistema abrigará uma ‘observação’ sobre cada dedo do eleitor”, disse.

Ele relembrou, ainda, que permanecerão quatro tentativas para a realização da biometria no momento da votação. “Caso o leitor não valide a digital em quatro tentativas, ele deverá responder à pergunta do mesário, mas o voto continua seguro”, garantiu.

Fabiane Morais
EM TEMPO

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top
error: Content is protected !!