Cultura

Bumbás de Parintins terão patrocínio R$ 1,9 mi da Eletrobras, Petrobras e Correios

O ato aconteceu em sessão especial da Câmara Municipal – foto: divulgação

O ato aconteceu em sessão especial da Câmara Municipal – foto: divulgação

Os bois-bumbás de Parintins receberam, na noite desta sexta-feira (29), o termo de confirmação de participação no patrocínio do Festival Folclórico de Parintins 2015.

O ato aconteceu em sessão especial da Câmara Municipal, que teve a presença do ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, que anunciou o montante dos recursos investido na festa pela Eletrobras, Petrobras e Correios, que este ano será de R$ 1,9 milhão para as duas associações folclóricas.

O evento também contou com as presenças do presidente da Eletrobras, José da Costa Cavalho Neto, o diretor regional dos Correios, Ageu Cavalcanti, e o representante da Petrobras, Fernando Prado de Moura, além da senadora Sandra Braga e o deputado Federal, Hissa Abrahão.

Os presidentes dos bumbás Garantido e Caprichoso destacaram a importância da liberação da verba antes da realização da festa. “Em anos anteriores, esse dinheiro só era repassado após o Festival que é realizado no último fim de semana de junho. Isso porque a Lei Rouanet determina que os recursos só podem ser liberados depois da realização do evento”, explicou o presidente do Garantido, Adelson Albuquerque.

De acordo com o presidente do Caprichoso, Joilto Azedo, a verba da Eletrobras, Petrobrás e Correios permitirá que o pagamento dos artistas seja feito em tempo hábil este ano. “Essa era uma dificuldade que os dois bois tinham todos os anos e que agora será solucionada com os recursos investidos na festa”, revelou.

O ministro Eduardo Braga lembrou que, além do patrocínio de R$ 1,9 milhão para os bumbás, o Governo Federal, por meio da Eletrobras, está investindo pesado para garantir a segurança energética de Parintins e demais municípios da região do Baixo Amazonas.

“A partir de 2017, a região dará um salto na segurança energética, com a conexão de sua rede ao Sistema Interligado Nacional (SIN). Estão previstos investimentos de R$ 768 milhões na rede básica de distribuição de energia, para a integração do município ao SIN, com entrada em operação de sistema em 230 kV, com linha de 240 km e subestações associadas”, reforçou o ministro.

Outros R$ 31 milhões serão investidos para aprimorar a transmissão de energia para a cidade, com sistema de transmissão em 138 kV, linha de 1 km, circuito duplo para interligação da Rede Básica à subestação distribuidora, com dois transformadores e 8 alimentadores, equipamentos que entram em operação em 2017.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir