Cultura

Bumbás de Parintins terão patrocínio R$ 1,9 mi da Eletrobras, Petrobras e Correios

O ato aconteceu em sessão especial da Câmara Municipal – foto: divulgação

O ato aconteceu em sessão especial da Câmara Municipal – foto: divulgação

Os bois-bumbás de Parintins receberam, na noite desta sexta-feira (29), o termo de confirmação de participação no patrocínio do Festival Folclórico de Parintins 2015.

O ato aconteceu em sessão especial da Câmara Municipal, que teve a presença do ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, que anunciou o montante dos recursos investido na festa pela Eletrobras, Petrobras e Correios, que este ano será de R$ 1,9 milhão para as duas associações folclóricas.

O evento também contou com as presenças do presidente da Eletrobras, José da Costa Cavalho Neto, o diretor regional dos Correios, Ageu Cavalcanti, e o representante da Petrobras, Fernando Prado de Moura, além da senadora Sandra Braga e o deputado Federal, Hissa Abrahão.

Os presidentes dos bumbás Garantido e Caprichoso destacaram a importância da liberação da verba antes da realização da festa. “Em anos anteriores, esse dinheiro só era repassado após o Festival que é realizado no último fim de semana de junho. Isso porque a Lei Rouanet determina que os recursos só podem ser liberados depois da realização do evento”, explicou o presidente do Garantido, Adelson Albuquerque.

De acordo com o presidente do Caprichoso, Joilto Azedo, a verba da Eletrobras, Petrobrás e Correios permitirá que o pagamento dos artistas seja feito em tempo hábil este ano. “Essa era uma dificuldade que os dois bois tinham todos os anos e que agora será solucionada com os recursos investidos na festa”, revelou.

O ministro Eduardo Braga lembrou que, além do patrocínio de R$ 1,9 milhão para os bumbás, o Governo Federal, por meio da Eletrobras, está investindo pesado para garantir a segurança energética de Parintins e demais municípios da região do Baixo Amazonas.

“A partir de 2017, a região dará um salto na segurança energética, com a conexão de sua rede ao Sistema Interligado Nacional (SIN). Estão previstos investimentos de R$ 768 milhões na rede básica de distribuição de energia, para a integração do município ao SIN, com entrada em operação de sistema em 230 kV, com linha de 240 km e subestações associadas”, reforçou o ministro.

Outros R$ 31 milhões serão investidos para aprimorar a transmissão de energia para a cidade, com sistema de transmissão em 138 kV, linha de 1 km, circuito duplo para interligação da Rede Básica à subestação distribuidora, com dois transformadores e 8 alimentadores, equipamentos que entram em operação em 2017.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir