Esportes

Brasil quer reencontrar vitória contra Paraguai

Seleção tem uma difícil tarefa no estádio Defensores del Chaco e para completar não terá Neymar e David Luiz, suspensos - foto: divulgação

Seleção tem uma difícil tarefa no estádio Defensores del Chaco e para completar não terá Neymar e David Luiz, suspensos – foto: divulgação

Em busca de redenção após o decepcionante empate em casa com o Uruguai, o Brasil tentará mostrar uma nova cara nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, desta vez sem o suspenso Neymar. Nesta terça-feira (29), às 20h45 (de Manaus), no estádio Defensores del Chaco, em Assunção, a seleção duela contra o Paraguai, um adversário que historicamente costume fazer jogo duro em casa.

Um empate contra o Uruguai nunca foi um resultado que provocasse crise na seleção, que, com o ponto somado, chegou a 8 na competição e aparece na 3ª colocação, empatado justamente com o Paraguai (4º) e a Argentina (5º), que levam a pior no saldo de gols.

O 2 a 2 de sexta-feira, porém deixou um gosto amargo na boca dos jogadores, da comissão técnica e, principalmente da torcida brasileira, que viu o time canarinho abrir dois gols de vantagem com facilidade no primeiro tempo, à base de um jogo rápido e envolvente, antes de colocar tudo a perder com displicência defensiva e nervosismo exagerado.

Para piorar, Dunga não poderá contar contra o Paraguai com o craque Neymar, que voltou a apresentar uma irritação exacerbada em campo, algo que vem se tornando corriqueiro quando atua pela seleção, e acabou suspenso por acúmulo de cartões.

“É uma peça fundamental no nosso sistema de jogo, mas temos qualidade suficiente para tentar suprir isso da melhor maneira possível”, explicou o colega de Barcelona Daniel Alves.

Sem seu camisa 10, a seleção terá que ceder o protagonismo a Willian e Douglas Costa, uma enorme responsabilidade que Neymar vem carregando sozinho e que servirá para testar a personalidades dos craques de Chelsea e Bayern de Munique.

No lugar de Neymar, Dunga deve promover para a equipe titular Ricardo Oliveira.

Outra ausência contra o Paraguai será a de David Luiz, essa comemorada pela torcida brasileira. O zagueiro do Paris Saint-Germain teve atuação ruim diante do Uruguai, sofreu para marcar o craque Luis Suárez.

Para formar dupla de zaga com Miranda, Dunga deve optar por Gil, que recentemente trocou o Corinthians pelo futebol chinês.

Paraguai promete atacar

Sem ter que se preocupar com Neymar, o Paraguai, que arrancou um grande resultado na quinta-feira, empatando em 2 a 2 em Quito com o líder Equador (13 pontos), promete atacar o Brasil em Assunção.

O técnico Ramón Díaz testou no treino de domingo uma equipe ofensiva e o veloz argentino naturalizado paraguaio Juan Manuel Iturbe faz parte de seus planos, formando dupla de ataque com Dário Lezcano, autor dos dois gols dos ‘Guaranis’ contra o Equador.

O meia Oscar Romero e o veterano atacante Roque Santa Cruz também foram testados por Díaz, que busca uma nova vitória contra a seleção de Dunga, como já aconteceu nas quartas de final da Copa América do Chile-2015, quando o Paraguai eliminou o Brasil nos pênaltis.

O otimismo é visível do lado paraguaio. O atacante Lucas Barrios, do Palmeiras, afirmou que se a equipe jogar como contra o Equador, “podemos ganhar de qualquer um”, admitindo também que a ausência de Neymar “é um desfalque considerável para o Brasil”.

Da redação

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir