Esportes

Brasil estreia na Arena da Amazônia nesta terça à noite

Em sua estreia comandando a seleção no Brasil, o técnico Tite deve repetir a mesma equipe que goleou o Equador por 3 a 0 na última quinta-feira (1º) - foto: Marcio Melo

Em sua estreia comandando a seleção no Brasil, o técnico Tite deve repetir a mesma equipe que goleou o Equador por 3 a 0 na última quinta-feira (1º) – foto: Marcio Melo

Hoje o dia será histórico. Pela primeira vez, a Arena da Amazônia Vivaldo Lima vai receber a seleção brasileira de futebol profissional. A partida será contra a Colômbia, às 20h45 (de Manaus), válida pelo oitava rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. Na 5ª posição na tabela, o Brasil precisa vencer para encostar nos líderes da competição e pode até terminar a noite na liderança.

Em sua estreia comandando a seleção no Brasil, o técnico Tite deve repetir a mesma equipe que goleou o Equador por 3 a 0 na última quinta-feira (1º). Sem desfalques e com todos os jogadores à disposição, a principal arma usada pelo treinador neste começo de trabalho tem sido a conversa. Em coletiva pré-jogo, realizada após o treino de ontem (5) na arena, ele comentou realmente que esta é uma estratégia para acalmar os jogadores, pois o futebol é um esporte que precisa de preparação psicológica e motivação para que tudo dê certo dentro de campo.

“Eu acho que a palavra que define o meu trabalho na seleção é motivação, pois com motivação você cria um bom ambiente de trabalho, contribuindo também para potencializar o lado profissional. Também conto com o apoio da torcida, pois ela engrandece o trabalho do atleta com o incentivo”, declarou Tite.

Escolhido para ser o capitão da seleção nesta noite no rodízio adotado pelo técnico, Daniel Alves corroborou com as palavras do comandante, e disse que fazia tempo que não sentia tanta confiança dentro de campo. Em seus quase dez anos de seleção, onde teve a oportunidade de ver atuar nas mãos de Dunga, Felipão e Mano Menezes, o fez questão de valorizar o trabalho dos antigos treinadores do time verde e amarelo.

“É nítido que o trabalho de Tite tem sido ótimo, em tão pouco tempo ele conseguiu nos preparar e na sua estreia conseguimos pôr em prática o que ele havia nos ensinado. Mas comparar os trabalhos fica difícil, pois cada um deixou um pouco do seu trabalho na equipe e fez o que achou que era o melhor na época”, afirmou o jogador.

Carinho
A torcida amazonense conseguiu mostrar todo seu carinho pela seleção desde o momento em que a delegação pisou em solo manauense. Todo esse amor pelo time nacional é visto como um dos fatores que podem contribuir para uma boa atuação da equipe brasileira durante o jogo com a Colômbia. Tite espera que público apoie bastante os jogadores.

“Espero que possamos ser abraçados pela torcida, mas é bom lembrar que os jogadores precisam estar com o lado psicológico bom e sem perder o foco durante as disputas, pois tudo o que estará presente no campo soma para a equipe estar bem ou não”, citou Tite.

Rivalidade

Historicamente, a seleção brasileira não tinha nenhum relato de rivalidade com a Colômbia. Mas após a disputa da Copa do Mundo de 2014, tudo mudou. Com entradas agressivas dentro de campo e um jeito de jogar bastante parecido com o dos brasileiros, a duelo de hoje promete trazer fortes emoções.

Apesar do histórico de violência dos recentes confrontos, a seleção espera uma Colômbia diferente. Os jogadores demonstraram bastante respeito pelo adversário, que tem como destaque os meias James Rodríguez e Juan Guillermo Cuadrado. Renato Augusto, que é um dos jogadores mais experientes do Brasil, acredita que o jogo será difícil, porém espera uma atuação tão boa quanto foi a no Equador para sair de campo com a vitória.

“Espero uma partida equilibrada, diferente do que foi apresentado nas Olimpíadas. Eles têm um jeito parecido com o nosso de jogar, com marcação forte, boas entradas e grandes finalizações. Eles são um time muito forte, mas temos que jogar da mesma forma que jogamos contra o Equador, e garantir mais uma vitória para a equipe”, declarou o meio-campista.

Por Wal Lima

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir