Esportes

Brasil derrota Honduras no Sul, mas não empolga

A seleção brasileira alcançou a sua décima vitória em dez jogos disputados sob o comando de Dunga, mas não encantou. Ontem (10), derrotou Honduras por 1 a 0 no Beira-Rio, com gol de Roberto Firmino ainda no primeiro tempo.

O amistoso foi o último antes de o Brasil estrear na Copa América do Chile contra o Peru no domingo, em Telmuco.

O jogo

Com Neymar no banco de reservas, a torcida que foi ao Beira-Rio tinha poucos atrativos em campo nos primeiros minutos do amistoso . Os caribenhos se fecharam na defesa. Aos poucos, no entanto, o Brasil começou a envolver o adversário com a sua constante troca de passes.

Apostando nos contra-ataques, Honduras ainda chegou a contrariar o rótulo de equipe violenta e foi vítima de algumas jogadas mais ríspidas do Brasil. Fabinho e Filipe Luís foram punidos com o cartão amarelo no primeiro tempo.

Com esse cenário, o público presente no Beira-Rio começou a pedir a entrada de Neymar, aos 31. No minuto seguinte, saiu o gol brasileiro. Após receber passe de Philippe Coutinho, Filipe Luís rolou a bola para Roberto Firmino, que concluiu na saída de Valladares para inaugurar o marcador.

O gol deu um pouco mais de tranquilidade à seleção, que começou a trabalhar mais também pela direita, com Willian e Fabinho. Fred tentou dar suporte aos dois com bastante movimentação, porém era outro o jogador que a torcida queria ver naquela função. Neymar foi ovacionado quando se levantou para fazer aquecimento no final da primeira etapa do amistoso.

Dunga resolveu alegrar ainda mais a torcida ao mandar o atacante do Barcelona a campo logo no início do segundo tempo, na vaga de Philippe Coutinho. Além de Neymar, entraram em campo Thiago Silva e Douglas Costa, nos lugares de David Luiz e Willian. Em Honduras, Alfredo Mejía substituiu Luis Garrido.

Embora Neymar tenha completado uma jogada de Roberto Firmino para o gol já em sua primeira participação, em lance anulado por impedimento, o princípio da etapa complementar não foi dos melhores para a seleção brasileira.

Quando a torcida ficava entediada, Neymar apareceu para acordar a Seleção Brasileira.

Primeiro, passou para Fred chutar em cima de Valladares. Depois, ele mesmo limpou o lance do lado direito da área e concluiu, para a defesa do goleiro. Dunga também tentou mexer com os brios do seu time, trocando Firmino por Robinho.

A entrada de Robinho serviu para a Seleção Brasileira passar a entreter o público com jogadas de efeito. O espetáculo, no entanto, durou pouco. Como Honduras também não chegava a ameaçar, os donos da casa administraram o jogo do meio para o final do segundo tempo – o que gerou algumas vaias dos torcedores no Beira-Rio.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir