Política

BR-319 na pauta de reunião entre Dilma e Melo, após o feriadão

José Melo cumpriu agenda em Brasília, anteontem, onde foi pleitear recursos para obras no AM – foto: divulgação

José Melo cumpriu agenda em Brasília, anteontem, onde foi pleitear recursos para obras no AM – foto: divulgação

O governador José Melo (Pros) deverá se reunir formalmente com a presidente Dilma Rousseff (PT) após o feriado da Semana da Pátria. Na pauta, adiantou o chefe do Executivo estadual, estão uma série de projetos para o Amazonas, entre eles a pavimentação da BR-319 (Manaus-Porto Velho). “Também vou pedir que 10% das forças armadas sejam utilizados para combater o tráfico de drogas nas fronteiras”, acrescentou.

Melo esteve em Brasília na última terça-feira para reivindicar a autorização do governo federal na liberação de empréstimos orçados em US$ 1,2 bilhão para que possa investir em obras de infraestrutura no Estado. Ele também buscou ajustes na cobrança de impostos da Petrobras pelo gasoduto Coari-Manaus, além de firmar propostas em torno das obras da BR-319
(Manaus-Porto Velho).

Na capital federal, o governador articulou reuniões com representantes da presidente Dilma onde tratou de empréstimos em curso com instituições de financiamento e investimentos estratégicos. Um dos acordos engloba, por exemplo, a construção da segunda fase da Cidade Universitária da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e a duplicação da AM-010, de Manaus até Rio Preto da Eva. Os projetos serão financiados pela Corporação Andina de Fomento (CAF) e o Banco do Brasil, ainda sob análise do Ministério da Fazenda. Com o Banco do Brasil, o Amazonas negocia recursos para desapropriações para as obras da avenida das Flores e rodovia AM-070 (Manoel Urbano).

De acordo com Melo, os projetos têm motivação econômica e devem ajudar a desenvolver o Estado, ajudando a fomentar a atividade produtiva no interior. Um desses projetos é a duplicação da AM-010. São dois projetos relacionados à rodovia. O primeiro com recursos da CAF, que prevê a duplicação da pista até Rio Preto da Eva, e outro com o governo chinês, para a duplicação até o município Itacoatiara e a construção de um grande porto para mercadorias das fábricas do Polo Industrial de Manaus.

Segundo o governo, o projeto da AM-010 deve facilitar o acesso a mais de 600 quilômetros de estradas vicinais e estimular o desenvolvimento da piscicultura. “A próxima etapa que vamos ter da Zona Franca de Manaus é a sua expansão para a região metropolitana. E aí teremos um grande porto em Itacoatiara e Manacapuru”, disse José Melo.

O governador afirmou que o Estado quer estabelecer um programa de investimentos estratégicos para o Amazonas, e nos próximos 20 anos vai apresentar eixos de desenvolvimento em Manacapuru e Itacoatiara, olhando ainda as regiões de Autazes, Manaquiri e Careiro, levando da produção de peixe à fruticultura.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir