Esportes

Botafogo encerra jejum de gols, mas Vitória arranca empate no fim

O Botafogo entrou em campo, neste domingo, sem fazer gols há três jogos pelo Campeonato Brasileiro. O time até criou muitas oportunidades contra o Vitória, conseguiu marcar com Sassá, mas sofreu o empate no fim. Victor Ramos fez gol aos 46min e decretou o empate por 1 a 1. A partida teve um susto logo no começo, quando Flávio sofreu uma concussão cerebral em campo, mas tudo ficou bem.

O Vitória só melhorou no jogo depois de levar o primeiro gol. Kieza acertou uma bola na trave, o goleiro estreante Sidão teve mais trabalho, o técnico Vagner Mancini fez mudanças para mandar o time para o ataque e foi premiado com o gol nos acréscimos.

Com o resultado, o time de Ricardo Gomes segue na lanterna do Campeonato Brasileiro, com cinco pontos. Já o Vitória comemorou um bom resultado e atingiu os nove pontos, em 11º lugar. O próximo jogo do Botafogo será contra o América-MG, novamente em casa. Já o Vitória terá que viajar para enfrentar o São Paulo no Morumbi.

Quem foi bem: Sassá

Antes do jogo, uma das dúvidas na escalação do Botafogo era quem estaria no comando do ataque, Ribamar ou Sassá. O técnico Ricardo Gomes optou por manter Ribamar, mas ele foi mal, perdeu uma chance de gol e atrapalhou muitas jogadas. Saiu depois do primeiro tempo e deu lugar a Sassá, que demorou apenas seis minutos para balançar a rede. Após cobrança de escanteio e desvio no primeiro pau, ele se esticou e desviou a bola para o gol.

Chance perdidas

No primeiro tempo, parecia que o jejum de gols no Campeonato Brasileiro ia aumentar. Anderson Aquino e Ribamar pararam na boa atuação do goleiro Fernando Miguel. Bruno Silva cabeceou sozinho na área, mas jogou para fora. Pouco antes do gol de Sassá, Luis Ricardo fez bonita jogada e perdeu outra chance.

Novidade

O Botafogo estreou um novo goleiro neste domingo. Sidão, que se destacou no Campeonato Paulista, teve uma atuação segura nos poucos lances em que foi exigido. Chamaram atenção as boas saídas de bola do goleiro nos contra-ataques, algo que era muito treinado em seu time anterior, o Osasco Audax de Fernando Diniz. Ele não teve culpa no gol sofrido, já que Victor Ramos finalizou sozinho na área. Sidão ainda tocou na bola, mas não foi o suficiente para salvar o Botafogo.

Concussão cerebral

Aos 6min do primeiro tempo, o meia Flávio levou uma pancada no nariz após dividida com Bruno Silva, sofreu uma concussão cerebral e ficou desacordado em campo. Ele até melhorou rapidamente, mas os médicos pediram substituição por cautela. Flávio reclamou, mas teve que sair para entrada de Tiago Real.

Estádio quase vazio

O jogo teve 1.203 pagantes no Estádio Raulino de Oliveira. É o menor público desse Campeonato Brasileiro.

BOTAFOGO

Sidão; Luis Ricardo, Emerson Silva, Renan Fonseca e Diogo; Bruno Silva e Airton (Fernandes); Leandrinho (Salgueiro), Gegê, Anderson Aquino e Ribamar (Sassá).

T.: Ricardo Gomes

VITÓRIA

Fernando Miguel; Norberto, Victor Ramos, Ramon e Diego Renan; Amaral (Alípio), Willian Farias e Flávio (Tiago Real) ; Marinho, Dagoberto (Vander) e Kieza.

T.: Vagner Mancini

Local: Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro

Auxiliares: Celso Luiz da Silva e Sidmar dos Santos Meurer (ambos de MG)

Cartões amarelos: Airton, Anderson Aquino, Marinho

Gols: Sassá (BO), aos 6min do 2º tempo; Victor Ramos, aos 46min do 2º tempo

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir