Dia a dia

Borracheiro é perseguido e executado, próximo a uma feira, no Coroado

Um morador, que não quis se identificar, contou que o atirador se aproximou, a pé, e efetuou os disparos- foto: Marcio Melo

Um morador, que não quis se identificar, contou que o atirador se aproximou, a pé, e efetuou os disparos- foto: Marcio Melo

O borracheiro Jorge Santos Azevedo, 33, foi executado com dois tiros, nas costas e nádegas, em via pública, próximo a uma feira, no bairro Coroado 2, Zona Leste.

O irmão da vítima, identificado como Joel Santos, 39, disse que o borracheiro usava drogas desde os 14 anos, e que possivelmente, o crime pode estar relacionado com o tráfico de entorpecentes.

Joel também disse à polícia que a vítima estava próximo a feira, quando percebeu que estava sendo seguido por um homem armado e que tentou fugir, mas acabou sendo atingido pelos disparos.

Um morador, que não quis se identificar, contou que o atirador se aproximou, a pé, e efetuou os disparos.
“Jorge correu em direção a um beco sem saída e pulou para dentro do terreno do 11º Distrito Integrado de Polícia (DIP)”, disse.

Os polícias do DIP acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e isolaram o local onde, ele estava caído.
O borracheiro foi levado ao Hospital João Lúcio, Zona Centro-Sul, onde não resistiu aos ferimentos.

Joel também contou que através de amigos do borracheiro, soube o irmão havia ameaçado uma pessoa de morte, e que possivelmente essa pessoa descobriu a armação e o matou antes. “Ele já tinha sido preso por várias coisas, inclusive este homicídio no ano de 2005”, destacou.

O caso foi registrado na Delegacia Especializada em Homicídio e Sequestros (DEHS), onde até o momento não há pista dos suspeitos.

Por Michele Freitas

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir