Sem categoria

Borracheiro é encontrado morto pela madrasta

Corpo de Jocimar Albuquerque da Costa, 24, foi encontrado caído sobre a bomba d’água e com a fiação elétrica sobre ele – foto: Josemar Antunes

Corpo de Jocimar Albuquerque da Costa, 24, foi encontrado caído sobre a bomba d’água e com a fiação elétrica sobre ele – foto: Josemar Antunes

O borracheiro Jocimar Albuquerque da Costa, 24, conhecido como ‘Jack’, foi encontrado morto na manhã deste domingo (21), nos fundos da casa onde morava, na avenida Max Teixeira, bairro José Bonifácio, Zona Norte de Manaus.

A madrasta da vítima, Maria do Socorro Pereira, 49, conta que, ao chegar na casa, deparou-se com o enteado emborcado sobre a bomba d’água e com a fiação elétrica sobre o corpo.

“A pesar dos esforços, chegamos a pedir ajuda de vizinhos e depois cortamos os fios elétricos que estavam sobre ele. Mas, infelizmente o ‘Jack’ já estava morto”, disse Maria, entristecida.

Ainda de acordo com os familiares da vítima, ‘Jack’ era usuário de drogas, mas não tinha envolvimento em crimes por conta do tráfico.

Policiais militares da 6ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) atenderam a ocorrência e acionaram a perícia do Instituto de Criminalística (IC).

A hipótese da morte por overdose foi descartada, em principio, durante os procedimentos de perícia na cena do crime.

Descarga elétrica

Ainda conforme o perito, a vítima sofreu uma lesão na face (rosto), após tropeçar na bomba d’água. Na parte superior do corpo, havia sinais da descarga elétrica.
“A hipótese mais provável é que a vítima tenha sofrido uma descarga elétrica pelo corpo, após tocar no fio energizado. Mas, somente o exame de necropsia apontará a causa real da morte”, disse o perito.

O perito ressaltou que o caso seria investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros, se o laudo do Instituto Médico Legal (IML) apontasse homicídio.

Um aglomerado de pessoas se juntou em torno da residência onde a vítima morava com a família. O corpo de Jocimar foi removido pelo IML para procedimentos de necropsia e o caso foi registrado no 6º Distrito integrado de Polícia (DIP), na Zona Norte.

Por Josemar Antunes (especial EM TEMPO Online)

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir