Sem categoria

Bombeiros encontram área de treinamento irregular no ramal do Brasileirinho

Terreno não atendia a uma série de exigências previstas por leis estaduais, assim como não dispunha de licenças necessárias para funcionar – foto: divulgação

Terreno não atendia a uma série de exigências previstas por leis estaduais, assim como não dispunha de licenças necessárias para funcionar – foto: divulgação

Uma denúncia anônima ao Corpo de Bombeiros resultou em uma fiscalização, no último dia 15, em um terreno particular, localizado no quilômetro 10, do ramal do Brasileirinho, na Zona Leste de Manaus, que serviria para a realização de instruções de uma brigada de incêndio, de uma empresa de eletrônicos, do Polo Industrial de Manaus (PIM).

Conforme os bombeiros, as estruturas montadas no local não possuíam a concessão do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), bem como licenciamento ambiental para a realização de queima controlada. A fiscalização também contou com a parceria do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam).

No local também foi constatado que o espaço não dispõe das licenças do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-AM), além de estar fora das normas previstas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), no que se refere a campos de treinamentos. No espaço funciona uma Escola de Treinamento de Bombeiros Civis, em nome do Núcleo Especializado de Desenvolvimento Profissional LTDA (Nectar).

Na ocasião foi constatado que a empresa não possuía o AVCB, que habilita a edificação para o exercício de atividade comercial, dentro das normas de prevenção e combate a incêndios. Outra irregularidade constatada são os instrutores que não possuem o credenciamento necessário para a atividade fim, conforme preconiza a lei estadual 2.812/2003, o decreto estadual 24.054/2004 e o decreto estadual 3.862/2013.

Apesar do proprietário ter alegado que o projeto se encontra em tramitação, a empresa foi notificada e dato um prazo para se regularizar junto ao Corpo de Bombeiros.

Por equipe EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir