Sem categoria

Biometria só atinge 25% dos eleitores em Manaus

 A presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargadora Socorro Guedes, afirma que agora é oficial a obrigatoriedade de realizar o recadastramento biométrico para as eleições de 2016 - foto: divulgação/TRE

A presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargadora Socorro Guedes, afirma que agora é oficial a obrigatoriedade de realizar o recadastramento biométrico para as eleições de 2016 – foto: divulgação/TRE

De 13 de novembro de 2014 até ontem, somente 300 mil eleitores de Manaus realizaram o cadastro biométrico, o que representa apenas 25% do eleitorado, de acordo com dados do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM). A meta do órgão é que até janeiro de 2016, aproximadamente 950 mil, ou seja 75%, tenham a identificação biométrica registrada.

A informação foi repassada pelo tribunal na manhã de ontem, durante audiência pública que marcou o início oficial da biometria em Manaus e a obrigatoriedade do eleitor realizar o cadastro. Nos próximos cinco meses – de 5 de setembro de 2015 até 26 de fevereiro de 2016 – a Justiça Eleitoral realizará o exame de 75% do eleitorado restante, pessoas de 18 a 70 anos de idade.

“A partir de hoje (ontem) é obrigatória fazer a biometria. Estamos fazendo grande esforço para oferecer um bom atendimento. Claro que temos grandes dificuldades decorrentes aos muitos eleitores, são 1,2 milhão para eleições de 2016. Mas nossa meta é concluir até janeiro de 2016”, disse a presidente do TRE-AM, desembargadora Socorro Guedes Moura.

Ela explicou que com o recadastramento será possível estimar o universo real de eleitores, o que vai acabar fazendo um rezoneamento da cidade, equilibrando a quantidade de eleitores nas zonas e sessões. “Talvez tenha uma pequena modificação na quantidade de eleitores, por conta de transferências e de pessoas que fizeram mais de 70 anos de idade. Vamos observar a situação real dos eleitores. Com a reorganização, os eleitores passarão a votar próximo às suas residências, o que vai auxiliar a combater o crime de transporte de eleitor”, acrescentou a desembargadora.

Quem não realizar o cadastro biométrico, não poderá votar, terá o título de eleitor cancelado e sofrerá todas as sanções que a lei impõe como: não conseguir empréstimos em bancos, ter o CPF cancelado, não participar de concursos públicos ou ingressar em uma universidade pública.

Agendamento

A abstenção de 40% do eleitorado no dia agendado para o cadastramento, fez com que a Justiça adotasse nova forma de agendamento que tem causado descontentamento entre a população. A marcação pela internet que antes poderia ser feita diariamente, passou a ser realizada apenas nos dias 15 e 30 de cada mês.

“Abríamos o agendamento e as pessoas esqueciam-se de ir. Tínhamos 40% de abstenção o que compromete o trabalho. Fechamos o agendamento em 15 dias, o que reduziu para 10% de abstenção. E, queremos chegar menos ainda. Não basta termos a estrutura se as pessoas não comparecerem”, disse Socorro.

A presidente do TRE explicou também que alguns problemas quanto ao atraso no atendimento dos eleitores tem ocorrido em função de lentidão da conexão da internet. “Na verdade gostaríamos que o eleitor chegasse e com menos de 30 minutos fosse atendido. No entanto, há algumas situações que independem do atendimento da Justiça Eleitoral, como o problema de cair o sistema. O nosso sistema é ligado ao TSE, nós dependemos de internet e às vezes está mais lenta, então isso atrasa. Aquele eleitor agendado às 10h, muitas vezes vai ser atendido ao meio dia, mas justamente por causa da situação que independe de nossa vontade. Então pedimos que a população tenha certa tolerância que será atendida e, o importante é que chegue no horário”, ressaltou.

No último dia 27 de agosto, quem agendou o exame biométrico no Clube do Trabalhador, no Sesi, localizado na Zona Leste, reclamou do atendimento. O problema aconteceu porque quem estava agendado para realizar o cadastro às 14h, percebeu que estavam chamando para atendimento ainda os agendados de 12h.

A desembargadora explicou que o TRE tem possibilidade de receber de 8 a 10 mil recadastramentos diários e, hoje recebe uma média de 5,5 mil. Trabalham no mutirão 600 funcionários em nove postos. Nos próximos dias, será inaugurado mais um, no balneário do Sesc, no bairro Planalto, Zona Centro-Oeste.

Por Ive Rylo

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir