Dia a dia

Batalhão Ambiental e IPAAM desarticulam depósito clandestino de carvão em Rio Preto da Eva

Foram encontradas, aproximadamente, duas toneladas de carvão ilegal distribuídos em 350 sacos de três quilos, mais 40 sacos de 30 quilos - foto: divulgação/BPAmb

Foram encontradas, aproximadamente, duas toneladas de carvão ilegal distribuídos em 350 sacos de três quilos, mais 40 sacos de 30 quilos – foto: divulgação/BPAmb

Um depósito clandestino de carvão ilegal foi desarticulado na manhã desta quinta-feira (30), no município de Rio Preto da Eva (a 57 quilômetros de Manaus), durante operação conjunta realizada pelo Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAmb) e Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (IPAAM).

Após levantamento de informações, a equipe do BPAmb, juntamente com fiscais do IPAAM, se deslocaram até o quilômetro 100 da AM 010 e flagraram algumas pessoas no momento em que estavam carregando os sacos com carvão vegetal para futura comercialização.

No local, foi possível constatar aproximadamente duas toneladas de carvão ilegal distribuídos em 350 sacos de três quilos, mais 40 sacos de 30 quilos. O depósito não possui Licença Ambiental Única emitida pelo IPAAM nem Documento de Origem Florestal (DOF) referente ao carvão encontrado.

De imediato foi dada voz de prisão à infratora, que se apresentou como responsável do estabelecimento clandestino, pela prática do crime ambiental previsto no art. 46 da Lei 9.605/98, sendo conduzida ao 36º Distrito Integrado de Polícia (DIP), em Rio Preto da Eva.

Além disso, os fiscais do IPAAM lavraram auto de infração, aplicando multa no valor de R$ 3.270,00 a infratora. Segundo informações levantadas, o carvão chegaria nesta quinta-feira (30) a Manaus para ser comercializado durante todo o final de semana.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir