Dia a dia

Batalhão ambiental apreende 805 quilos de pirarucu na Panair

 O Batalhão Ambiental apreendeu em duas embarcações 805 quilos de pirarucu, sem a documentação de origem- fotos: divulgação/PMBAmb


O Batalhão Ambiental apreendeu em duas embarcações 805 quilos de pirarucu, sem a documentação de origem- fotos: divulgação/PMBAmb

Durante fiscalização realizada na madrugada desta quinta-feira (21), no terminal pesqueiro da Panair, Educandos, Zona Sul de Manaus, o Batalhão de Policiamento Ambiental apreendeu em duas embarcações 805 quilos de pirarucu, sem a documentação de origem. A ação faz parte da ‘operação Águia’.

Valdenor Eduardo de Souza, 38, responsável pela embarcação identificada como Princesa Patrícia, estava armazenando 586 quilos do pescado fresco. Já em outra embarcação, sem denominação, Nadilson Laurindo Ferreira, 49, se apresentou como responsável por 219 quilos de pirarucu fresco. Ambos não apresentaram nenhuma documentação de origem.

O pirarucu se encontra em perigo de extinção e é protegido o ano inteiro da pesca

O pirarucu se encontra em perigo de extinção e é protegido o ano inteiro da pesca

O pirarucu se encontra em perigo de extinção e é protegido o ano inteiro da pesca. Também se encontra em período de defeso, conforme o artigo 34 da lei ambiental de número 9.605/98, que proíbe a sua captura e comercialização, salvo quando oriundo de áreas de manejo devidamente autorizadas, de acordo com instruções normativas do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Os homens e todo o pescado apreendido foram encaminhados e apresentados no 3º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde foram realizados todos os procedimentos de polícia judiciária.

Tábua

 O condutor informou que não possuía o DOF da carga, obrigatório para o transporte


O condutor informou que não possuía o DOF da carga, obrigatório para o transporte

Ainda durante a ‘operação Águia’, o Batalhão Ambiental apreendeu um caminhão, de cor branca, placas JXJ-9829, com 7,61 metros cúbicos de madeira, entre tábua, sarrafo e caibro. O flagrante foi nessa quarta-feira (20), na rua 248, do conjunto Cidadão 12, bairro Nova Cidade, Zona Norte.

O condutor informou que não possuía o Documento de Origem Florestal (DOF) da carga, obrigatório para o transporte e comercialização do produto.

O veículo com a carga e o condutor foram levados para à Delegacia Especializada em Crimes Contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema), onde foram realizados os procedimentos judiciais cabíveis.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir