Esportes

Basquete feminino perde para Turquia e tem sua pior campanha na história

A seleção brasileira feminina de basquete perdeu para a Turquia neste sábado (13) e despediu-se da Rio-2016 com seu pior desempenho em Olimpíadas: cinco derrotas em cinco partidas disputadas. Desde sua primeira participação em Jogos Olímpicos, em Barcelona-1992, a seleção feminina de basquete nunca tinha terminado uma Olimpíada sem conseguir vencer ao menos uma das partidas.

O time comandado pelo técnico Antonio Carlos Barbosa foi derrotado pela Turquia por 79 a 76, na Arena da Juventude, em Deodoro. O público compareceu em bom número e apoiou até o último lance da partida.

Com as cinco derrotas, o Brasil ficou na última colocação do Grupo A, atrás do Belarus. A seleção da Austrália terminou a primeira fase com o primeiro lugar do grupo, com cinco vitórias (10 pontos).

Em Pequim-2008 e Londres-2012, a seleção feminina perdeu as quatro primeiras partidas, mas conseguiu despedir-se da Olimpíada com uma vitória no quinto e último jogo, evitando um vexame ainda maior.

O jogo

A equipe brasileira fez um bom primeiro quarto na Arena da Juventude, quando abriu sete pontos de vantagem sobre a Turquia. A seleção conseguiu apresentar um basquete veloz e teve boas jogadas de garrafão.

O Brasil foi para o intervalo com 14 pontos de vantagem. Mas voltou um time diferente, como também aconteceu contra a França e o Belarus: mais lento e irregular, perdendo muitos rebotes e deixando espaços na defesa.

No último quarto do jogo, a torcida tentou carregar equipe brasileira. Vaiou a seleção da Turquia em cada lance e gritou muito, como “Eu acredito!” e “Sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor”.

Na quadra, porém, a seleção brasileira parecia perdida. Com bons arremessos de três, a seleção da Turquia assumiu a liderança do placar com certa facilidade nos primeiros minutos do último quarto.

No minuto final, perdendo por seis pontos, o time de Antonio Carlos Barbosa reagiu. A pivô Érika converteu dois lance livre e fez outras duas cestas para empatar o placar (60 a 60) e levar o jogo para prorrogação.

Após o empate de 70 a 70 na primeira prorrogação, o jogo foi decidido na última bola. Um erro de passe do Brasil deu a bola para a Turquia. Os torcedores aplaudiram a seleção apesar do resultado.

Histórico

Foi em Barcelona-1992 que a seleção feminina fez sua estreia olímpica. Terminou em sétimo lugar. Quatro anos depois, conquistou a a medalha de prata com o time formado por Hortência, Magic Paula, Janeth e outras atletas.

Em Sydney-2000, a equipe conseguiu outra conquista histórica, com a medalha de bronze. Era uma equipe renovada, que já não contava mais com Hortência e Paula. Janeth foi um dos símbolos daquela conquista.

Desde então, o Brasil não conseguiu mais medalhas olímpicas no basquete feminino. Em Atenas-2004, a seleção chegou até a semifinal, mas acabou perdendo por 75 a 88 para a seleção da Austrália.

O desempenho foi ruim em Pequim-2008 e em Londres-2012, quando país foi eliminado na primeira fase da competição e encerrou ambas as olimpíadas com apenas uma vitória em cinco partidas disputadas.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir