Dia a dia

Bando assalta lan house em Petrópolis, rouba dinheiro do caixa e pertences dos clientes

Os assaltantes chegaram com agressividade ao estabelecimento, sendo que um deles estava com uma arma de fogo em punho - foto: divulgação

Os assaltantes chegaram com agressividade ao estabelecimento, sendo que um deles estava com uma arma de fogo em punho – foto: divulgação

Três adultos e dois adolescentes assaltaram na noite desta quinta-feira (12) a Revolution Lan House, na rua Aristóteles Bonfim, bairro Petrópolis, Zona Sul de Manaus. O fato ocorreu por volta de 21h.  

O proprietário do estabelecimento, que preferiu não ter o nome divulgado, dois adolescentes de 12 e 15 anos (uma mocinha e um rapaz) aguardavam o restante do bando do lado de fora, em um táxi modelo Voyage, cor branca, placa PHE-7683. Na ocasião, seis clientes estavam no local.

De acordo com o empresário, os assaltantes chegaram com agressividade ao estabelecimento, sendo que um deles estava com uma arma de fogo em punho.

“Após agredir um dos funcionários, um dos assaltantes foi ao caixa e levou a quantia de R$ 300 em dinheiro. Enquanto isso, a mulher e outro homem roubavam os celulares dos clientes. Esta é a segunda vez que o estabelecimento é assaltado”, contou.

Na fuga dos suspeitos, uma guarnição da 3ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) que realizava patrulhamento foi acionada pelo funcionário da lan house. Os policiais militares conseguiram prender a mulher e apreender os adolescentes e os encaminhou para o 3º Distrito Integrado de Polícia (DIP). Os outros dois envolvidos conseguiram fugir.

A mulher do proprietário, que também pediu para ter o nome preservado, informou que o grupo combinou o assalto na rede social ‘Facebook’.Na delegacia, Daniele da Silva Gama, 18, foi autuada em flagrante pelo crime de roubo.

Segundo o titular do DIP, delegado Geraldo Jorge, apenas a mulher foi apresentada na unidade policial. O taxista, que não teve o nome revelado, também compareceu à delegacia, para prestar esclarecimentos, mas foi liberado por não ter provas suficientes na participação do crime.

Ao fim dos procedimentos legais, Daniele foi encaminhada ao Centro de Detenção Provisório Feminino (CDPF), localizado no quilômetro 8 da rodovia BR-174, onde ficará à disposição da Justiça.

Por Josemar Antunes

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir