Sem categoria

Bandidos invadem escola estadual na Zona Leste, assaltam e esfaqueiam estudantes

Os jovens foram socorridos e levados para o Hospital e Pronto Socorro Platão Araújo, também na Zona Leste - foto: Diego Janatã

Os jovens foram socorridos e levados para o Hospital e Pronto Socorro Platão Araújo, também na Zona Leste – foto: Diego Janatã

Os estudantes Erick Eduardo dos Santos, 17, Adriane Souza Bentes, 21 anos, e Aurio dos Santos Bezerra, 18, foram esfaqueados na anoite desta segunda-feira (23) por três homens não identificados que invadirem a escola Estadual Vasco Vasques, situada na rua Nova Esperança, bairro Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus.

De acordo com informações de testemunhas, os homens pularam o muro da instituição de ensino e invadiram a sala do 1º ano do Ensino Médio e anunciaram o assalto. Os suspeitos estavam armados com facas e com os rostos cobertos com camisas.

Durante a ação, os suspeitos exigiam que os alunos entregassem os celulares, porém, as três vítimas reagiram e foram esfaqueadas pelos criminosos.

Erick e Adriane foram atingidos com duas facadas nas costas, e Aurio foi ferido com um golpe na perna direita e outro no braço direto. Os jovens foram socorridos e levados para o Hospital e Pronto Socorro Platão Araújo, também na Zona Leste.

Conforme o aspirante Miqueias Fernandes, da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), a invasão na escola foi um fato isolado, pois o policiamento na aérea é feito constantemente.

“O papel da Polícia Militar é fazer o trabalho preventivo, o policiamento nessa área está sendo feito. Esse foi um caso isolado, não se tem outras noticiais de invasões desse tipo nessa aérea. Estamos coletando as informações para saber o que realmente aconteceu e depois vamos fazer adotar as medidas cabíveis”, disse o aspirante.

Segundo informações do livro de ocorrências do hospital, Erick e Adriane foram atendidos e liberados. Aurio dos Santos Bezerra foi encaminhado ao centro cirúrgico.

O caso foi registrado no 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP), até a publicação desta matéria nenhum dos suspeitos havia sido preso.

Em nota, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) informou que a direção da escola Vasco Vasques acionou de imediato o policiamento para proceder a apuração do caso.

Segundo a assessoria, o corpo administrativo da escola está prestando auxílio aos estudantes e familiares e colaborando que a investigação policial, solicitou reforço do policiamento na área do entorno da unidade de ensino.

Como providência, ainda nesta terça-feira (24) a Seduc vai designar segurança terceirizada para atendimento à escola estadual Vasco Vasques. A referida providência é parte da expansão do projeto de segurança escolar para a capital.

Por Mara Magalhães

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir