Sem categoria

Banda do Jangadeiro abre as folias momescas de rua, em Manaus

O Bar Jangadeiro é tradicionalmente um dos pontos boêmios no Centro antigo de Manaus - foto: Arthur Castro

O Bar Jangadeiro é tradicionalmente um dos pontos boêmios no Centro antigo de Manaus – foto: Arthur Castro

Com a expetativa de reunir mais de dois mil foliões, a Banda do Jangadeiro iniciou as folias momescas de rua, em Manaus neste sábado (23), na Marquês de Santa Cruz, Centro. Com sete bonecos de Olinda com caracterização suscitando críticas ao governo da presidente Dilma Rousseff (PT) e seus ministros, o bar tradicional também comemorou a placa que recebeu em julho de 2015, de patrimônio cultural imaterial do Estado.

Organizador da banda e folião assumido, o delegado de Polícia Civil Mariolino Brito, informou que a caracterização dos bonecos, ‘vestidos com dinheiro’, também representam os sete pecados capitais, além de representar a presidente petista e seus ministros envolvidos no escândalo da operação Lava Jato.

Palco montado desde à noite anterior, a banda Presidente Vargas abriu a festa às 15h30, com aproximadamente 300 pessoas na rua, conforme informações da Polícia Militar. Um dos organizadores da banda do Jangadeiro, Agnaldo do Samba, informou que várias outras atrações como: Café com Cachorro, Amigos do Som e Demônios da Tazmania, iriam homenagear o Bar, que este ano completa 12 anos de festas carnavalescas. Ainda segundo ele, o tema da marchinha desse ano, conta a história do Bar do Jangadeiro.

Frequentador assíduo do bar, Manoel Lages, 57, disse que gosta do local e participa desde a sua inauguração. “Aqui conheço todo mundo, somos como uma família. Gente que brinca e se diverte e leva a sério a brincadeira”, disse ele, afirmando que a segurança no local é uma das atrações para os foliões.

Outro frequentador, Adelson Júnior, fantasiado de mulher, disse buscar alegria verdadeira no local. “Aqui é contagiante a alegria, eu amo esse lugar”.

O vendedor autônomo, Orlando Saboia, 45, que trabalha com a esposa e um filho adolescente, vendendo churrasquinho e bebida, declarou aproveitar a ocasião para faturar mais. “Chego a vender o triplo durante essa festa aqui na Marquês de Santa Cruz. Estou aqui nesse local há três anos, e em todos esses anos, a alegria aumenta também um pouquinho para o meu bolso”, relatou.

O Bar Jangadeiro é conhecido por ser ponto de encontro de intelectuais, além de ser tradicionalmente um dos pontos boêmios no Centro antigo de Manaus.

Por Conceição Melquíades

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir