Política

Bancada do Amazonas discute com Ministro sobre destravamento de PPBs

O Ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), Armando Monteiro, se comprometeu a dar uma resposta em 30 dias sobre os Processos Produtivos Básicos (PPBs). A informação foi dada pelo Senador Omar Aziz (PSD-AM), após reunião da bancada do Amazonas com o ministro, na tarde desta quarta-feira (11), em Brasília. Os PPBs são utilizados como contrapartida pelo Governo Federal à concessão de incentivos fiscais para indústrias interessadas em se instalar na Zona Franca de Manaus.

“Houve sensibilidade do Ministro (Armando Monteiro). Ele se comprometeu a se reunir com a Rebecca Garcia (nova superintendente da Suframa) e em 30 dias nos dar uma posição (sobre os PPBs). Quem esperou três anos pode esperar mais 30 dias para a gente ter uma posição. Esperamos que a equipe técnica do Ministério da Indústria e Comércio e do Ministério da Ciência e Tecnologia possam aprovar estes projetos para que tenhamos novos investimentos no Amazonas”, explicou Omar Aziz, que atua como líder do Bloco Democracia Progressista no Senado e como coordenador da bancada do Amazonas no Congresso Nacional.

Em reunião com a nova superintendente da Suframa, na manhã desta quarta, foi relatado que existem PPBs apresentados em 2012 que ainda não foram respondidos pelo governo federal. Cabem ao MCT e ao Mdic assinar a portaria autorizando a produção de determinado produto com benefício fiscal.

“No momento em que vivemos uma crise e existem empresários querendo investir, não é justo que esses PPBs não sejam analisados urgentemente para que se instale novos investimentos no Amazonas. Para que a gente possa gerar mais emprego”, ponderou Omar.

“Mas a expectativa agora é muito boa. Acho que esta foi a maior decisão da bancada em relação ao modelo econômico, declarando apoio e dando suporte político para que a Rebecca Garcia possa trabalhar com tranquilidade e trazer efeitos positivos para a economia e a população do Amazonas”, completou o Senador do Amazonas.

Com informações da assessoria de comunicação

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir