Política

Bancada do AM cheia de planos para o retorno do recesso parlamentar

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB) programou visitas às bases eleitorais na capital amazonense - foto: divulgação/Agência Senado

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB) programou visitas às bases eleitorais na capital amazonense – foto: divulgação/Agência Senado

Os congressistas que integram a bancada do Amazonas em Brasília estão cheios de plano para o retorno do recesso parlamentar, previsto para o dia 3 de agosto. O Congresso Nacional entrou em ‘recesso branco’ – uma espécie de férias informal – no último dia 20 já que os parlamentares não votaram a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2016.

No primeiro mandato, o senador Omar Aziz (PSD) vai aproveitar suas ‘férias’ para trabalhar no relatório do projeto de lei que cria a Polícia Federal Hidroviária. Ele é relator desta matéria no Senado. “Esse projeto interessa muito ao Amazonas, à Amazônia como um todo. Nossos rios são nossas estradas e se existe uma Polícia Rodoviária Federal nada mais justo que termos uma para a nossa realidade amazônica”, destacou Aziz. Ele afirmou que não vai viajar e deve permanecer em Manaus nestes próximos dias.

Para o senador, o projeto vai dificultar a vida dos criminosos que atuam nas fronteiras do Amazonas com outros países, já que as hidrovias da região são consideradas as principais rotas do tráfico de drogas e armas para Manaus e o restante do país.

Também estará no Estado neste período a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB). De acordo com sua assessoria de imprensa, estão programadas visitas às bases eleitorais na capital amazonense, onde ela passará por diversos bairros para prestação de contas com a população. A senadora incluiu alguns municípios do Amazonas na agenda, onde ela pretende intensificar os trabalhos com o eleitorado.

Durante o primeiro semestre deste ano, uma das ações da parlamentar foi como relatora da CPI do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), que investiga o envolvimento de servidores em um esquema de manipulação de processos, dos quais foram desviados cerca de R$ 6 bilhões, que já foram confirmados, mas o valor pode chegar a R$ 19 bilhões.

Após o retorno às atividades, a senadora atuará na organização de um seminário para a reestruturação do Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA). O evento, que acontecerá em Manaus, terá a participação do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Aldo Rebelo, e de Armando Monteiro, do Ministério da Indústria, Desenvolvimento e Comércio (Midc).

Outra pauta da senadora para o próximo semestre é a realização de um seminário sobre o Projeto de Lei (PL) 4.330/2004, que trata da terceirização de trabalhadores, a qual Grazziotin já se manifestou contrária.

Em seus primeiros seis meses de mandato, a senadora Sandra Braga (PMDB) se empenhou na captação de recursos para o Amazonas, com enfoque nos municípios do interior. Sandra buscou junto ao governo federal ajuda tanto financeira como de kit’s para auxiliar os moradores das cidades amazonenses atingidas pela enchente deste ano.

Conforme a assessoria de imprensa da senadora, mais de R$ 9 milhões em recursos foram liberados, além de cestas básicas, galões de água potável, kit’s dormitório e de higiene.

No retorno do recesso, Sandra pretende trabalhar junto com os senadores de outras legendas na Medida Provisória (MP) 675, que trata sobre o aumento de alíquotas da Contribuição Social do Lucro Líquido de alguns setores no Amazonas. Ela deverá articular a repressão de emendas que possam prejudicar o setor de bebidas do Polo Industrial e Manaus (PIM).

Sandra Braga deverá ainda dar continuidade nas cobranças da liberação de R$ 780 mil do Ministério da Defesa, para a construção de escolas nos municípios de Itamarati e Japurá. Máquinas e equipamentos também estão sendo cobrados para que sejam realizadas obras de infraestrutura em Careiro da Várzea. Uma feira popular no município de Maués está na lista de demandas. Borba, Careiro, Humaitá e Lábrea são municípios que já foram contemplados com obras de infraestrutura urbana e a parlamentar busca incluir mais cidades nos projetos.

Entre outras negociações para os próximos meses está a liberação de R$ 1,5 milhão para implantar o banco de Próteses Mamárias do Hospital Universitário Getúlio Vargas, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). A assessoria da senadora informou que Sandra Braga pretende passar o recesso com a família.

Por Cecília Siqueira

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir