Economia

Balança comercial tem superávit recorde de US$ 36,2 bi no acumulado do ano

No ano, a balança está deficitária em US$ 6,065 bilhões, menor que o déficit de US$ 6,088 bilhões no mesmo período de 2014 - foto: arquivo EM TEMPO

A expectativa do governo é que a balança encerre 2016 com superávit entre US$ 45 bilhões e US$ 50 bilhões – foto: arquivo EM TEMPO

A balança comercial brasileira teve superávit (exportações maiores que importações) de US$ 3,8 bilhões em setembro. É o melhor resultado para esse mês desde 2006. No ano, a balança acumula saldo positivo de US$ 36,2 bilhões, maior resultado para o período desde o início da série histórica, em 1989.

A expectativa do governo é que a balança encerre 2016 com superávit entre US$ 45 bilhões e US$ 50 bilhões. Caso se confirme, pode haver recorde em relação ao melhor saldo anual já registrado, em 2006, quando a balança fechou positiva em US$ 46,4 bilhões.

Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (3) pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. O resultado positivo de setembro derivou de US$ 15,79 bilhões em exportações e US$ 11,987 bilhões em importações.

As vendas externas caíram 2,2% sobre setembro de 2015, mas subiram 1,8% em relação a agosto deste ano, segundo o critério da média diária, que mede o valor negociado por dia útil.

Do lado das compras do Brasil no exterior, houve queda de 9,2% no volume diário negociado na comparação com setembro de 2015. As importações cresceram 2,2% em relação a agosto de 2016.

No ano, o Brasil exportou US$ 139,4 bilhões, ou 4,6% menos que em igual período de 2015. De janeiro a setembro, o país importou US$ 103,2 bilhões, o que representa 23,9% menos do que nos nove primeiros meses do ano passado.

Com informações da Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir