Sem categoria

Avião cai na Rússia durante pouso e mata 62 pessoas

Avião da companhia aérea FlyDubai, com 62 passageiros a bordo, caiu hoje (19) na Rússia ao tentar aterrissar no aeroporto de Rostov-on-Don, no sul do país - foto: divulgação

Avião da companhia aérea FlyDubai, com 62 passageiros a bordo, caiu hoje (19) na Rússia ao tentar aterrissar no aeroporto de Rostov-on-Don, no sul do país – foto: divulgação

Um Boeing 738 da companhia aérea FlyDubai, com 62 passageiros a bordo, caiu neste sábado (19) na Rússia ao tentar aterrissar no aeroporto de Rostov-on-Don, no sul da país, de acordo com o Ministério para Situações de Emergência russo.

As 62 pessoas a bordo morreram. “Havia 55 passageiros e sete membros da tripulação a bordo. Morreram todos”, informaram os investigadores russos.

Todos os passageiros tinham nacionalidade russa, incluindo quatro crianças. A tripulação era formada por seis estrangeiros e um russo.

“A FlyDubai lamenta confirmar que o seu voo FZ981 caiu durante a aterrissagem e o número de vítimas deste trágico acidente”, informou a companhia aérea em comunicado.

Segundo a companhia, o avião saiu do aeroporto internacional do Dubai na sexta-feira às 15h20 (hora de Brasília).

O avião caiu a cerca de 100 metros da pista de aterrissagem, durante uma segunda tentativa para pousar no aeroporto de Rostov-on-Don em condições de má visibilidade.

Chovia bastante hoje de manhã em Rostov-on-Don e o Ministério para as Situações de Emergência russo tinha lançado um alerta de ventos fortes.

Investigação

Uma investigação criminal sobre o acidente foi aberta para investigar se houve violação das normas de segurança ou negligência.

“Uma possível falha do piloto” está entre as possíveis causas em análise, disse Jeanna Terekhova, assessora do Ministério dos Transportes russo.

A companhia aérea FlyDubai foi criada em março de 2008. A empresa se comprometeu a investigar o mais rápido possível as causas o acidente. As autoridades russas já encontraram uma das caixas-pretas do avião e mantém as buscas pela segunda.

A empresa norte-americana Boeing, fabricante do avião, também se ofereceu para prestar assistência técnica na investigação do acidente aéreo.

“A Boeing está pronta para prover assistência técnica quando o peçam as agências governamentais que levam a cabo a investigação”, informou a empresa em comunicado, no qual se solidarizou com as famílias e amigos das vítimas, a quem enviou seus “pensamentos e orações”.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir