Esportes

Avante, avante, avante! São Raimundo comemora 97 anos de vitória

São Raimundo disputou a final da Copa Norte de 1999 contra o Sampaio Corrêa, do Maranhão- foto: reprodução

São Raimundo disputou a final da Copa Norte de 1999 contra o Sampaio Corrêa, do Maranhão- foto: reprodução

Fascinante em campo ou em qualquer lugar. Com seu manto azul e branco, é empurrado por sua torcida sincera e cheia de emoção. A sua força vem do alto da Colina e seu nome é gritadonuma explosão que envolve amor e alegria. Esse é o São Raimundo Esporte Clube, ou apenas Tufão, apelido carinhoso que simboliza muito bem o áureo período entre o final da década de 90 e o início do século 21, quando o time amazonense realmente assombrou o futebol nacional e baré, chegando à Série B do Campeonato Brasileiro e protagonizando duelos históricos contra gigantes como Fluminense, Palmeiras e São Paulo. Nesta quarta-feira (18), o alvi-celeste completa 97 anos de história, que em sua grande parte, foi marcada por lutas.

A primeira vez que disputou a primeira divisão estadual foi em 1956. Apenas cinco anos depois, levantou seu primeiro troféu de campeão amazonense. O time voltou a conquistar o Barezão em 1966. As décadas de 1970 e 1980 não deixaram saudades. O clube passou por grandes dificuldades financeiras e até deixou de participar de competições em 1980 e 1983. Todavia, a torcida, que em sua maioria, era formada por moradores do bairro que leva o nome do clube, nunca abandonou.

A redenção veio a partir de 1997 quando já comandando pelo técnico Aderbal Lana, o São Raimundo conquistou três campeonatos amazonenses seguidos. Em 1999, o time ficou em terceiro lugar na copa Commebol e foi vice-campeão brasileiro da Série C, garantindo assim, o acesso para a segunda divisão nacional. Além disso, o Tufão foi tricampeão da Copa Norte (1999, 2000 e 2001). Vivendo intensamente esses anos de gloria, o meio-campista Neto, afirma ser muito fácil falar do São Raimundo, clube onde apareceu para o futebol mundial.

“É fácil falar do São Raimundo. Ali convivi 8 anos. Fico feliz em ter participado dessa trajetória vitoriosa em sequência. Da subida para a Série B, nos três estaduais que ganhamos e três Copa Norte. Fico muito feliz. Foi o clube que praticamente comecei a minha carreira, criei uma identidade. Tudo isso conta na vida de um atleta. Já rodei por muitos clubes, mas sempre declarei que o clube do coração é o São Raimundo. Até hoje lembro quando cheguei com 17 anos, tive que fazer uma peneira. Fico muito feliz, criamos uma identidade que nunca vai se apagar da memória de quem esteve presente nas conquistas. Ganhei tudo pelo clube, fui lançado. É muito bom falar dessas cores, o famoso Tufão do Norte”, disse o jogador.

Aos 38 anos, Neto voltou a vestir a camisa do São Raimundo em 2015. Mesmo chegando no final do primeiro turno do campeonato, o ‘Pé de Anjo’ foi fundamental na campanha que tirou o time das últimas colocações e o colocou na luta por uma vaga na fase final da competição. Apaixonado pelo clube, o meia espera que o São Raimundo volte a disputar o título amazonense na próxima temporada e figurar nas principais competições nacionais, lugar de onde não deveria ter saído, segundo o atleta.

“O último retorno foi marcante. Estava afastado desde 2003. Tive esse retorno e consegui ajudar muito. Fizemos uma campanha excelente. Tenho um grande respeito pelos torcedores, pelo bairro do São Raimundo. Morei ali muito tempo. Preciso parabenizar a torcida que sempre está apoiando, não importando as dificuldades. Eles sempre estão presentes e não abandonam. O São Raimundo tem que voltar a brigar por título e lutando por vagas em competições nacionais. O clube é respeitado onde ele vá. O azul e branco faz parte da minha vida. Espero ver o grandioso do Norte em melhores condições daqui para frente”, finalizou.

Por Thiago Fernando

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir